Pular para o conteúdo

Como lidar com a tristeza durante a pandemia?

A pandemia do novo coronavírus nos trouxe uma nova forma de observar a vida: com mais generosidade e empatia. Afinal, quando estamos diante de uma pandemia precisamos do outro mais do que nunca. Por mais que fomos acometidos por uma tristeza incontornável, muitos estão mantendo a esperança de sermos condecorados por dias melhores.

A tristeza é inevitável em um cenário como esse. A sensação de vazio, solidão, o emprego que esvaiu-se, a expectativa de engatar um relacionamento que declinou, dentre outras coisas. Mas como lidar com tudo isso? A sabedoria popular nos ensinou que só não há saída para morte. Pois é, mas até o luto experienciamos.

A maneira de lidar com isso é prosseguir e dar voz aos sentimentos inevitáveis. As adversidades edificam e auxiliam no crescimento pessoal. Mas é possível minimizar a dor e a tristeza de uma forma inteligente e madura. As recomendações ainda preceituam a necessidade de distanciamento social. Nesse sentido, é preciso, sobretudo, olhar para si mesmo para encontrar respostas.

Tenha uma relação pacífica com a solitude

Quantos vezes olhamos para o nosso interno?

Diferentemente da solidão, a solitude é um bom relacionamento que estabelecemos com o nosso próprio eu. Dentro de você habita uma pessoa, o seu subjetivo, que também precisa de vigilância.

Estar em paz com ele e procurar afazeres edificantes será o primeiro passo para driblar o sentimento ruim.

É possível lidar com a tristeza e o luto?

Estar só traz sentimentos como angústia, medo, ansiedade e vontade de desistir. Mas nossa vida será sempre permeada de percalços. O ideal é encará-los de um jeito consciente. Não deixe de pedir ajuda quando for preciso, ninguém é autossuficiente o tempo inteiro e está tudo bem.

É certo que existem alguns atalhos que fazem o processo ficar menos penoso. O trabalho de luto só será possível quando o sujeito entender que houve uma perda, mas o ser amado ainda está vivo dentro dele. A negação não fará bem ao enlutado e pode transformar o problema em algo patológico. É necessário reconhecer os sentimentos de luto e tristeza.

Freud delineou a perda do objeto amado como uma desestruturação do próprio eu. Desse modo, será imprescindível um trabalho individual para que o sujeito retome sua vida e seu bem-estar. Podemos dizer que a tristeza é inerente ao ser humano, visto que ninguém é plenamente feliz o tempo inteiro. Mas pedir ajuda é uma prova de amor a si mesmo.

Psicologia online

A psicologia online é um mecanismo eficaz de tratar problemas como luto e tristeza em tempos de distanciamento.

Cada ser humano deve ter seus medos, sensações de vazio, desamparo, tristeza olhados profundamente. Um psicólogo fornecerá o aparato necessário para lidar com isso e trazer mais alegria.

Pedir ajuda é sinal de coragem. Conforme já foi pontuado, é necessário um trabalho individual, em que será computado a complexidade de cada sujeito.

Sentir tristeza, sobretudo em decorrência dos acontecimentos atuais é absolutamente normal. Mas entender que será preciso dar voz a esses sentimentos para superá-los é peça-chave para uma vida melhor.

E então, ficou interessado em fazer uma terapia à distância para tratar a tristeza? Experimente marcando a sua primeira consulta!

 

Voltar ao topo