Pular para o conteúdo

Quais transtornos de personalidade são mais comuns hoje?

Cotidiano
Quais transtornos de personalidade são mais comuns hoje?

Os transtornos de personalidade estão cada vez mais comuns no cotidiano, porém, ainda não se fala muito a respeito deles. De maneira geral, o transtorno de personalidade se inicia na adolescência ou no início da fase adulta e pode trazer sofrimento e prejuízos para a vida da pessoa.

Geralmente, esses transtornos afetam o pensamento, a emoção e o funcionamento geral das pessoas, trazendo consequências tanto para a área pessoal como profissional.

Por ser considerados transtornos mentais, eles necessitam de um tratamento adequado. Este tratamento ocorre com auxílio do psiquiatra e do psicólogo, que, juntos, podem combater os sintomas e trazer reflexões e orientações importantes para quem está em sofrimento.

Pensando nisso, abaixo, apresento os principais transtornos de personalidade que afetam a população brasileira. Acompanhe!

Transtorno da personalidade obsessivo-compulsiva

Provavelmente, o transtorno de personalidade mais comum atualmente é o obsessivo-compulsivo, conhecido popularmente como TOC. Nele há uma preocupação exagerada com a ordem, com o perfeccionismo, o controle mental e interpessoal às custas da flexibilidade, abertura e eficiência.

Os indivíduos com este transtorno tentam manter uma sensação de controle por meio de atenção cuidadosa para regras, pequenos detalhes, procedimentos, listas, cronogramas ou forma a ponto de o objetivo principal da atividade ser perdido. Com o tempo, isso passa a trazer grande sofrimento, atrapalhando as atividades cotidianas.

Transtorno da personalidade dependente

Outro transtorno bastante comum é o da personalidade dependente. Uma de suas principais características é que a pessoa apresenta uma grande necessidade de ser cuidada, fazendo com que se torne submissa ao outro, com muito medo de separação. Esses comportamentos de submissão servem para que a pessoa consiga o cuidado e afeto do outro.

Isso ocorre em alguns relacionamentos disfuncionais em que pessoas dependentes se submetem a tratamentos agressivos por parte do parceiro, mas preferem manter o relacionamento a terminar, pois a pessoa pode sentir que sem o outro não conseguiria viver, se colocando em um lugar de total dependência afetiva.

Transtorno da personalidade narcisista

Uma das principais características desse transtorno de personalidade é que a pessoa possui grande sentimento de grandiosidade, com a necessidade de ser admirada e idolatrada, além de não apresentar empatia em relação aos outros.

Outra característica é que a pessoa tende a se perceber mais importante do que as outras e, ao fazer comparativos, possui a tendência de diminuir deliberadamente a importância do outro, em relação a atitudes e comportamentos. Assim, as pessoas com esse transtorno creem ser superiores, especiais e únicas e esperam que os outros as reconheçam como tal.

Com isso, podem surgir muitos problemas de relacionamento e isolamento social, trazendo sofrimento para quem possui o transtorno como para todos que se envolver com essa pessoa.

Transtorno da personalidade borderline

De maneira geral, a característica principal desse transtorno está relacionada com uma instabilidade nas relações interpessoais, na autoimagem e nos afetos, gerando grande impulsividade.

Assim, as pessoas com esse transtorno de personalidade tentam de tudo para evitar o abandono (real ou imaginado). Para evitar esse abandono as pessoas acabam se moldando aos desejos do outro (quando sentem que o abandono irá ocorrer). Porém, a mudança é passageira e os problemas não são realmente solucionados.

Transtorno da personalidade esquizóide

Pessoas com esse transtorno tendem a ter um distanciamento dos relacionamentos sociais e dificuldade de expressar emoções, principalmente para outras pessoas, gerando assim dificuldade para manter intimidade com os outros e sem conseguir ter relações mais próximas com as pessoas.

Além disso, podem se sentir insatisfeitas com a família ou qualquer outro grupo social, preferindo o isolamento. Além disso, podem apresentar pouco interesse sexual, tendo prazer em poucas ou nenhuma atividade.

Portanto, passa a ser interessante conhecer um pouco a respeito das características dos principais transtornos de personalidade para que seja possível identificar os sintomas e encontrará o auxílio necessário.

Na maioria dos casos o acompanhamento psicológico irá auxiliar na percepção desses sintomas, junto com estratégias para diminuí-los e compreendê-los adequadamente, fazendo com que a pessoa possa ter uma melhor qualidade de vida.

E você, tem enfrentado problemas de relacionamento, inibição social, medo de avaliações negativas ou qualquer outro sofrimento? Um psicólogo pode te auxiliar a identificar esses problemas e indicar o melhor tratamento. Marque uma consulta para receber mais informações!

Últimas publicações

images/blog/o-que-e-vergonha-e-como-lidar-com-ela.jpg
Cotidiano

O que é vergonha e como lidar com ela?

images/blog/o-que-e-bolha-social.jpg
Cotidiano

O que é bolha social e como ela pode afetar a sua vida

images/blog/porque-voce-deve-comecar-a-ter-compaixao.jpg
Cotidiano

Por que você deve começar a ter autocompaixão hoje mesmo

Tudo bem buscar ajuda!

Agende agora mesmo uma consulta e vamos conversar.

Agendar uma consulta
Yuri Busin