O ciúmes está presente na maioria dos relacionamentos, porém, existe uma grande diferença entre o ciúmes patológico (ou doentio) e o ciúmes saudável. Compreender essa diferença é fundamental para perceber se o relacionamento está trazendo benefícios para sua vida.

Para auxiliar nessa diferenciação, é interessante definir esses dois tipos de ciúmes. De maneira geral, o ciúme doentio pode ser visto como o ciúme em excesso, que faz com que a pessoa se comporte de maneira mais agressiva, aprisionando o parceiro no relacionamento.

Assim, o ciúmes doentio passa a ser mais do que um medo de perder o parceiro, trazendo a certeza de que o parceiro não é confiável ou acreditando que ele possui outras relações, mesmo que ele não demonstre isso.

Por outro lado, o ciúmes saudável pode ser visto como um forma mais comum do sentimento, sem atrapalhar a convivência, demonstrando-se como um medo de perda, pois, por ter sentimentos pelo parceiro, a pessoa não deseja perdê-lo.

Assim, ele acaba gerando um sentimento de cuidado e afeto, no lugar de tirar a liberdade, sem atrapalhar o relacionamento ou trazer problemas para ele. Portanto, é fundamental identificar o tipo ciúmes presente no relacionamento.

Como identificar o ciúmes doentio na sua relação

De maneira geral, se o ciúmes está trazendo diversos problemas para o relacionamento, com brigas constantes, esse pode ser um sinal de que se trata de um ciúmes doentio. Mas, além disso, esse tipo de ciúmes possui outras características que devem ser destacadas.

No ciúmes doentio, a pessoa passa a acreditar que está sendo traída, tendo a certeza que o parceiro se relaciona com outros. Além disso, a pessoa fantasia a respeito dessas relações.

É muito comum também que o ciumento deixe de gostar de algumas pessoas, por acreditar que eles sejam uma ameaça ao relacionamento.

Além disso, o sentimento de posse e falta de liberdade está muito presente na relação quando ocorre o ciúme doentio. Por isso, se esse sentimento também for algo constante, passa a ser necessário ficar em alerta.

Como saber se o seu ciúmes é saudável

Para perceber se na relação está ocorrendo o ciúmes saudável, é interessante identificar como você se sente nessa relação. O medo de perder o parceiro é muito comum e isso está diretamente relacionado com o ciúmes saudável.

Geralmente, esse ciúmes existe um motivo para existir, não sendo apenas uma fantasia. Ou seja, no ciúmes saudável a pessoa não fica imaginando que o parceiro está traindo ela, mas, tem medo de que ele o faça. Essa é uma diferença fundamental.

Além disso, o ciúmes saudável dificilmente irá gerar muitas brigas. Ele irá fazer com que a pessoa sinta necessidade de conversar sobre o que está ocorrendo, demonstrando os seus medos, no lugar de ter a certeza de que o pior está ocorrendo.

Como lidar com o próprio ciúmes

Aprender a lidar com o próprio ciúmes é um grande desafio, principalmente para pessoas que possuem um ciúmes doentio. Porém, com o tempo, é possível transformar esse sentimento em um ciúmes saudável, sem deixar que ele afete diretamente o seu relacionamento.

Para aprender a lidar com ele é preciso identificá-lo e então perceber a origem desse sentimento. Geralmente ele está relacionado com as nossas próprias inseguranças e com a falta de capacidade de confiar no outro.

Assim, aprender a confiar também é uma forma de aprender a lidar com o ciúme, possibilitando que se transforme em um ciúmes saudável. Com isso, passa a ser necessário também trabalhar a autoestima, para criar um sentimento de valorização de si.

Portanto, lidar com o ciúmes é uma forma de se desenvolver, aprendendo a lidar com as próprias questões internas. Somente assim será possível ter um relacionamento saudável e transformar o ciúmes doentio em um ciúmes saudável.

E você, como anda seu relacionamento? Como você considera o seu ciúmes? Precisa de ajuda profissional para melhorar a convivência com seu parceiro? Entre em contato comigo e marque uma consulta!