Pular para o conteúdo

Qual o limite do ciúmes saudável?

A insegurança pode trazer diversos problemas dentro de um relacionamento. Em alguns casos, ela pode ser um dos principais motivos para diminuir a qualidade da relação e levá-la ao seu término. Afinal, um parceiro inseguro pode ter comportamentos negativos que deterioram a convivência a dois. Por isso, a insegurança no relacionamento passa a ser um tema que deve ser compreendido e, principalmente, vencido, para que assim seja possível ter uma relação sadia.

Pensando nisso, segue, abaixo, algumas dicas para te auxiliar no combate à insegurança, possibilitando que o seu relacionamento possa continuar se desenvolvendo e amadurecendo com o tempo. Veja o que você pode fazer!

1. Perceba a origem da sua insegurança

De maneira geral, a insegurança no relacionamento possui um motivo ou uma origem. É comum que essa origem seja de dentro da própria pessoa insegura e não necessariamente de um acontecimento ocorrido durante a relação.

Assim, passa a ser fundamental refletir a respeito das possíveis origens da sua insegurança, para então passar a combatê-la adequadamente. Essa é uma ótima maneira de perceber os próprios pensamentos e sentimentos e, claro, passar a lidar com eles de uma forma mais saudável.

2. Tenha cuidado com o medo da perda

O medo do término do relacionamento está diretamente relacionado com a insegurança. É comum que algumas pessoas sintam tanto medo de perder o parceiro, como se não fosse possível viver sem ele, que acabam se tornando extremamente inseguras.

Então, é fundamental passar a se valorizar cada vez mais, percebendo que a relação é apenas uma parte de você e da sua história, sendo que você já viveu no passado sem esse relacionamento e, que no futuro, também poderá viver sem ele (e feliz), caso ele não tenha uma continuidade.

Dessa maneira, investir em nós mesmo passa as ser uma forma muito interessante para vencer a insegurança no relacionamento. Por isso, a autovalorização é fundamental em um convívio saudável.

3. Perceba o seu ciúmes

Além do medo da perda, o ciúmes também está relacionado com a insegurança no relacionamento. Por isso, é importante compreender o próprio ciúmes e passar a lidar com ele de uma forma mais saudável, para que assim você se livre da insegurança.

Quanto mais honesto você for com você mesmo em relação ao que você sente, ao seu medo da perda e a sua dificuldade de desapegar do parceiro, mais fácil será para compreender o ciúmes e passar a lidar com ele de uma melhor maneira.

4. Livre-se da dependência emocional

A insegurança no relacionamento também está relacionada com a dependência emocional, afinal, quem está emocionalmente dependente do parceiro acaba tendo dificuldade para ter uma vida particular (sem o parceiro).

Assim, o parceiro passa a ser a parte mais importante da nossa vida (quando não deve ser), fazendo com que a sua perda se torne algo muito grande e doloroso.

Por isso, é fundamental perceber se a dependência emocional está ocorrendo, para então refletir sobre ela e sua origem, possibilitando que, aos poucos, passemos a ter uma vida menos apegada ao outro e desenvolvendo nossa independência aos poucos.

Portanto, vencer a insegurança também diz respeito à prática de fazer com que o seu parceiro e a sua relação sejam apenas mais uma parte da sua vida, que vão contribuir para o seu desenvolvimento, no lugar de ser a parte mais importante dela, fazendo com que você se anule por isso.

5. Foque no aumento da sua autoestima

Ter uma boa autoestima irá fazer com que você deixe de ficar dependente do outro. Por isso, é fundamental focar no aumento da sua autoestima para que você possa combater a insegurança no relacionamento.

Quanto mais seguro você for de você mesmo, melhores serão os resultados e menos apego ao parceiro você terá. Assim, você passa a compartilhar uma vida com ele, sem se deixar se manipular ou depender emocionalmente dele.

Dessa forma, passa a ser mais fácil ter uma vida conjugal saudável, contribuindo para que se tenha ainda mais prazer em estar com o parceiro, fortificando cada vez mais a relação.

E você, precisa de ajuda de um psicólogo para identificar a origem de sua insegurança? Não sabe como trabalhar a sua autoestima? Entre em contato comigo e marque a sua consulta.

Voltar ao topo