Embora eles possam ter características semelhantes, a timidez e a introversão não são a mesma coisa. Alguém que é introvertido, pode não ser tímido, por exemplo. E timidez nem sempre significa que alguém tenha um transtorno de ansiedade social.

Alguém que é introvertido pode ser rotulado como tímido ou vice-versa. Entretanto, a timidez pode ser resumida como o medo do julgamento alheio, e a introversão é apenas uma preferência por ambientes silenciosos e minimamente estimulantes.

No mundo atual, tanto os introvertidos quanto os tímidos são tratados com preconceito, muitas vezes sendo tachados como antisociais, esnobes ou sérios. Com a valorização das relações fáceis e superficiais, quem fala muito se destaca e ganha espaço na nossa sociedade. E então, aquelas pessoas imersas em seus próprios pensamentos, são malvistas ou até mesmo julgadas por apenas gostarem de ficar em silêncio.

Se você se considera uma pessoa introspectiva ou conhece alguém assim, continue lendo nosso artigo para saber mais sobre esse tipo de personalidade. Vamos lá?

Introspecção x Timidez

Os dois tipos de personalidade se confundem porque ambos estão relacionados à socialização. A sociabilidade refere-se ao motivo de querer estar com os outros. No entanto, a falta de interesse em socializar não é exatamente o mesmo que temê-la.

Geralmente, os tímidos experimentam medo quando estão cercados por várias pessoas, principalmente, se eles são o centro das atenções. Por outro lado, os introspectivos não acham graça na interação social, não sentem nenhum desconforto em situações sociais, mas também não conseguem se divertir com elas.

Casos mais graves de timidez podem ser chamados de ansiedade social, caracterizado por uma ansiedade avassaladora em situações sociais cotidianas. Nessa situação o indivíduo pode apresentar um medo crônico de ser observado e julgado pelos outros. Isso pode até interferir na produtividade da escola ou do trabalho. Pessoas com transtorno de ansiedade social podem até mesmo sofrer ataques de pânico.

Entretanto, é preciso deixar claro que os introvertidos não sofrem de algum transtorno ou condição que precisa de algum tratamento psicológico Eles apenas possuem uma personalidade distinta como qualquer outra.

O mundo dos introvertidos

Os introvertidos podem parecer tímidos porque tendem a ser mais quietos e reservados. Enquanto as pessoas extrovertidas carregam suas energias através do contato social, os introvertidos acham pessoas e ambientes muito estimulantes como uma experiência cansativa.

Não se trata de tristeza ou solidão. Eles apenas curtem ficar sozinhos e em silêncio. Existe um mundo de histórias, fantasias e ideias fervilhando na mente dos introvertidos, e o barulho externo pode atrapalhar a construção deste universo. Isso não significa que eles não gostam de pessoas. Eles gostam, entretanto, não tem uma necessidade constante e diária de convívio com as pessoas.

Numa festa, eles estarão no canto deles. Eles preferem observar em vez de participar de uma discussão em grupo, são mais atenciosos e tendem a manter em privado as suas emoções. Pessoas quietas tendem a agir tranquilamente, avaliando as circunstâncias e analisando os riscos.

Eles pensam bastante antes de falar alguma coisa e costumam ser muito criativos. Muitas das pessoas mais criativas da história eram introvertidas, e isso ocorre porque o silêncio é um ingrediente crucial da criatividade.

Dessa forma, se vivemos num mundo que potencializa a extroversão, é preciso mudar o jeito de lidar com os introvertidos e não querer mudar a personalidade deles. Eles não são nem melhores nem piores que os extrovertidos, apenas diferentes.

Seja uma pessoa introspectiva ou extrovertida, o que importa é como essas características podem ser bem utilizadas e aprender com a pessoa que tem uma personalidade diferente da sua.

Agora, se você acha que pode ter transtorno de ansiedade social, o melhor conselho é fazer um diagnóstico com um psicólogo. Entre em contato comigo e vamos conversar.

Deixe um comentário