Pular para o conteúdo

Por que criar metas de ano novo?

O ano novo propicia o desejo de iniciar coisas novas, contudo, isto deve ser feito com planejamento e reflexão. Não adianta fazer uma longa lista com várias ideias e depois não implementá-las devidamente.

Criar metas de ano novo é um modo eficaz para mudar de vida de um jeito possível e gradativo.

A frase de Edson Marques, frequentemente atribuída a Clarice Lispector, diz muito sobre isso. “Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade”.

Portanto, não adianta traçar alvos que não são condizentes com a realidade. O ideal é estabelecer planos consonantes com a sua realidade e executá-los.

Criar metas é solidificar sonhos que foram deixados de lado em decorrência da correria diária.

Além disso, por meio delas, podemos trabalhar o autoconhecimento. Você pode observar sua capacidade de guardar dinheiro, por exemplo, disciplina, determinação, dentre outras coisas. O importante é não postergar e sim colocar em prática.

Respeite seus limites!

Entenda que a mudança é paulatina e não brusca.

Não se culpe por não concretizar um desejo que foi estabelecido para determinada data.

Às vezes somos bem-sucedidos, outras não. Isto é absolutamente normal. O movimento, dinamismo e sair da zona de conforto são motivacionais e fazem a diferença.

Não seja obcecado, aja com bom senso e de forma inteligente.

Se planeja uma viagem, claro, guarde dinheiro, mas sem severidade. Se precisar usar parte dele para uma emergência, por exemplo, entenda que seu plano será postergado e isso faz parte das jogadas da vida.

Não se entregue às lamúrias e continue correndo atrás.

A importância de estabelecer metas de ano novo

A meta serve, também, para organizar a vida.

Adianta ganhar dinheiro sem premeditar nada para o futuro? Você pode responder que sim, mas asseguro que isso trará consequências.

Viver sem foco pode ocasionar gastos exacerbados e falta de direcionamento em vários âmbitos. Ainda, sem planos, os sonhos e desejos serão sempre inacessíveis.

O ano novo representa a demarcação de novos ciclos, de novos sonhos e anseios. Mas é preciso parar de deixar as coisas sempre para o próximo ano e começar a executar mudanças com maturidade e reflexão.

O planejamento por si só propicia esta reflexão. Comece devagar e vibre com cada conquista. Não invista agressivamente seu dinheiro e tempo para evitar arrependimentos.

Opte pela prudência e disciplina. Se a meta for mais qualidade de vida, inicie mudando seu cardápio e sua rotina de exercícios.

Observe sempre como seu corpo e sua saúde mental reagem aos novos estímulos. Se o planejamento for engatar um relacionamento, aprenda primeiro a dar valor à sua companhia. O outro deve vir para acrescentar e não suprir carências.

Ter metas não é viver no piloto automático

É importante pontuar que estabelecer metas de ano novo não é incentivar uma vida chata, cheia de ordenamentos.

Aventuras e programas repentinos também são bem-vindos. Mas entenda que a eventualidade não pode ser a regra.

O planejamento vem para conferir bem-estar e consolidar sonhos. Ainda, traz a oportunidade de reflexão e evolução.

Que tal incluir nas suas metas o desenvolvimento do seu autoconhecimento por meio da terapia com um psicólogo?

 

Voltar ao topo