Pular para o conteúdo

Os riscos do isolamento social

Em meio à pandemia do coronavírus, o isolamento social é uma das principais recomendações dos especialistas. Todos nós sabemos que, por meio do distanciamento, os riscos de proliferação do vírus diminuem consideravelmente. Contudo, a solidão pode desencadear uma tristeza profunda e até depressão.

Mas qual a relação da melancolia com o isolamento? Bom, você já deve ter ouvido que nós somos “animais sociais”. Pois é, esta expressão é mais antiga do que se pensa. Há muito tempo, Aristóteles já observava que o homem é um ser que necessita dos outros e precisa estar inserido à sociedade.

No entanto, estamos fazendo justamente o oposto. Infelizmente não é possível fugir da realidade — muita gente está sofrendo as consequências do isolamento. Ficar muito tempo sozinho é chato, mas você sabe o que isso pode causar? Caso não saiba, é melhor ler este texto até o final.

Tristeza profunda

É oportuno sublinhar que a depressão é uma doença séria e merece muita atenção. Em 1915, Freud, no livro “Luto e Melancolia”, já mencionava acerca do padecimento melancólico e suas consequências. Segundo o mestre, há um empobrecimento na vida pulsional do sujeito que, por sua vez, pode fazê-lo desvanecer.

Problemas de autoestima

Não é nenhuma novidade que a autoestima precisa ser trabalhada constantemente. Fatores externos podem abalar a percepção que temos de nós mesmos. Agora, mais ainda. Ficar enfurnado em casa inibe nossas vontades, o que inclui o desejo de se cuidar. Além do mais, a autoestima abalada afeta o desenvolvimento pessoal.

Perda do desejo sexual

Sabe aquela máxima que diz que uma coisa puxa a outra? Então, ela não está tão surrada assim. A diminuição da autoestima e a tristeza profunda contribuem muito para o desejo por sexo declinar. O sexo é um momento de prazer mútuo e, nesse sentido, quando estamos abalados psicologicamente, a vontade pode simplesmente sumir.

O isolamento social pode trazer danos à saúde

Como já foi dito anteriormente, a tristeza profunda pode desencadear depressão. Além do mais, após muito tempo de confinamento, sentimentos como ansiedade e raiva costumam ser recorrentes. Mas calma! É preciso saber discernir e buscar um diagnóstico assertivo de um especialista.

É possível driblar o problema?

Há opções de minimizar este problema sim. Na internet, por exemplo, você pode buscar meios de interação. Grupos no Facebook, conversas por vídeos e ligações são boas opções. A internet é uma ótima aliada, mas sem excessos. Já sobre as relações dentro de sua casa, opte sempre por um ambiente mais pacífico. Uma boa convivência ajuda e muito.

Desde o início do surto da Covid-19 pelo mundo, a atmosfera de medo e incerteza se alastrou de uma forma até então impensada. O receio de perder o trabalho foi o pilar para discussões acaloradas e sem respostas. Não perca o equilíbrio e nunca se coloque em segundo plano.

Por fim, o isolamento social traz riscos sim, não há dúvidas. A solidão é um fardo pesado, a depressão, por exemplo, pode levar ao suicídio. Seguir à risca o protocolo de saúde é importante, mas tudo deve ser priorizado. Não pense que as mazelas da alma são triviais. O importante agora é manter o bom senso e não deixar de buscar ajuda, se necessário.

E então, está precisando de ajuda psicológico. Estou atendendo de forma online. Fale comigo e marque a sua consulta!

Voltar ao topo