Pular para o conteúdo

Como resolver conflitos durante o isolamento social?

Com a chegada do Covid-19, uma nova realidade se instalou nas casas pelo mundo afora. Por conta do isolamento social é comum que o convívio seja mais intenso e, consequentemente, as famílias tenham de resolver conflitos constantemente.

Uma prova viva de que não é fácil é o dado recente dos Cartórios. De acordo com essas Instituições, os registros de divórcios aumentaram 18,7% devido à pandemia.

Em casos menos extremos, saiba que é possível resolver circunstâncias conflituosas através de pequenas atitudes diárias.

Quarentena x Convívio familiar

No meio de tantas incertezas, uma coisa é certa: tudo o que era feito fora do âmbito familiar, teve de se adaptar dentro de uma casa.

Ou seja, a sala virou o home office, a escola e, até mesmo, a academia. A jornada única se transformou em tripla e vários papéis devem ser feitos em um único dia. Não basta apenas participar de reuniões, é preciso limpar os cômodos, dividir tarefas, cuidar de filhos, entre outras atividades.

Além disso, o que muitas vezes passava em branco, agora está mais evidente. Consequências? Desgaste emocional e físico, além de sobrecarga que causam irritabilidade, estresse, ansiedade e outros sintomas.

Principais causas

Você sabia que um dos principais motivos que os conflitos ocorrem é não respeitar o limite e a privacidade do outro? Não levar em consideração esse fato pode gerar desavenças e brigas que poderiam ser evitadas.

Ceder e respeitar também promovem uma boa convivência dentro de casa. Por exemplo, uma louça não lavada, por mais que o indivíduo não goste, ou um volume alto de uma música que não agrade a todos tem a possibilidade de gerar intensas discussões.

Dito isso, o melhor é refletir e propor acordos e ter disciplina na hora de cumpri-los. Não há regras e nem certo e errado. Tudo vai depender da rotina e estilo de cada lar. A propósito, outra causa que tende a ser um estopim para conflitos é a falha na comunicação.

É possível resolver conflitos?

No calor da emoção, muitas vezes a sensação é de que não há jeito. Entretanto, é possível reverter esse cenário. O primeiro passo é criar um canal de comunicação que funcione para todos. Isso fortalece e gera confiança.

Ter empatia também pode solucionar problemas diários e algumas atividades contribuem para uma convivência melhor. Por exemplo, veja algumas atividades que tendem a deixar o ambiente mais leve:

  • Aprender algo em família;
  • Tirar do armário um jogo de tabuleiro;
  • Assistir a um filme, entre outras.

O que também pode auxiliar em tempos de quarentena é optar pela terapia individual ou familiar. Esse processo ajuda a entender com mais clareza o que está acontecendo de fato e o que pode ser alterado.

Tudo tem o lado bom e, às vezes, ser obrigado a resolver conflitos de última hora traz mais benefícios do que se imagina. Veja o que é eficaz com os seus bens maiores e tenha em mente que tudo vai passar.

Marque agora mesmo a sua consulta e comece a resolver os seus conflitos durante o isolamento social.

Voltar ao topo