O estresse pós-traumático é um grupo de reações de estresse que podem se desenvolver depois que alguém testemunha um evento traumático. Sentimentos de medo, tristeza e raiva e são comuns após um acontecimento angustiante.

Essa resposta emocional é natural e faz parte da condição humana quando alguém presencia um perigo. Geralmente, esses sentimentos desaparecem e as pessoas se recuperam do ocorrido em pouco tempo.

No entanto, às vezes, testemunhar um evento traumático pode levar a sentimentos severos de medo e angústia, que permanecem com a pessoa por um longo período tempo. Quando isso acontece, ela precisa de ajuda para superar o evento.

Por isso, nesse artigo, você conhecerá mais sobre esse transtorno, seus sintomas e como superar um evento traumático. Vamos lá?

O que é o estresse pós-traumático

O Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TEPT) é doença mental que surge após um evento em que uma pessoa é exposta à morte real, é ameaçada, sofre ferimentos graves ou mesmo uma violência sexual.

Esse distúrbio pode ser desencadeado após algo que aconteceu com a pessoa ou que ela tenha visto. Por exemplo, um grande desastre natural, um acidente de carro, um estupro ou violência urbana. Alguns eventos traumáticos também acontecem durante um longo período, como abuso sexual durante a infância, prisão ou tortura.

Pessoas com TEPT têm fortes lembranças do que aconteceu, afetando sua saúde física e mental, bem como relacionamentos, trabalho e as atividades diárias. As mulheres vítimas de violência são as mais vulneráveis ao transtorno.

 

Quais são as suas causas

Segundo pesquisadores, o evento traumático pode ser entendido como se o cérebro ficasse sobrecarregado. As memórias são “arquivadas” na parte de “ação imediata” do cérebro, em vez do lugar habitual. Com isso, essas lembranças se tornam tão angustiantes e imediatas como quando o evento aconteceu pela primeira vez.

A maioria das pessoas experimentará pelo menos um evento traumático durante suas vidas. Geralmente, esses eventos são muito diferentes de quaisquer desafios que as pessoas tiveram antes, e podem ser muito difíceis de aceitar e processar em suas mentes.

O trauma pode desafiar a perspectiva de vida das pessoas, fazendo-as questionar coisas que sempre consideraram naturais, como a sua segurança pessoal ou da sua família.

Os principais sintomas

As pessoas têm diferentes reações ao trauma, dada sua experiência pessoal ou de traumas passados. Geralmente, pessoas com TEPT desenvolvem depressão ou ansiedade. Muitas vezes, elas têm sentimentos suicidas, querem se machucar ou abusam de álcool ou drogas.

As pessoas com estresse pós-traumático experimentam pesadelos e lembranças angustiantes, tendo flashbacks de coisas que lembram os sintomas físicos do evento, como sudorese, palpitações cardíacas ou dificuldade para respirar.

Os sintomas podem incluir ainda a irritabilidade, estar excessivamente alerta para o perigo (hipervigilância) ou ter dificuldade para dormir ou se concentrar.

Se você notar algum desses sintomas e eles estiverem afetando sua vida diária, é importante procurar ajuda.

O que fazer após um evento traumático

É absolutamente normal sentir-se perturbado ou angustiado durante algumas semanas após um evento traumático. No entanto, o apoio emocional e profissional, são muito úteis durante esse período.

É importante que a pessoa permanece em contato com pessoas que se importam com ela. No entanto, se você ainda está enfrentando algum sofrimento meses ou até mesmo anos após o trauma, o TEPT pode ser diagnosticado.

A terapia cognitiva comportamental é um tratamento eficaz para o estresse pós-traumático. O objetivo é ajudar a lidar com o trauma que o indivíduo experimentou. Ele se lembrará e trabalhará através das emoções e sensações que sentiu durante o evento original até que eles causem menos sofrimento.

Geralmente, é melhor começar com tratamento psicológico, em vez de usar medicação como a primeira e única solução para o problema.

 

E você, passou por um evento traumático e está com problemas para lidar com a situação? Acredita que está sofrendo de estresse pós-traumático? Comece a superar esse trauma falando com um psicólogo em SP!