Pular para o conteúdo

Como se livrar do perigo da depressão na pandemia

A pandemia da Covid-19 gerou um grande efeito negativo na vida das pessoas.

Durante a crise sanitária, todos tiveram que adotar novos hábitos, mas nada se compara ao desafio de viver isolado e solitário, algo com potencial para aumentar os sintomas de estresse e ansiedade.

Independentemente da faixa etária, a depressão acabou se tornando um perigo potencial.

Por isso, confira alguns hábitos que podem ajudar a reduzir a pressão sobre a saúde mental, principalmente em quadros depressivos.

Lide de maneira saudável com o estresse

Se você sente que ler ou ouvir notícias sobre a pandemia na TV ou nas redes sociais está te deixando mais ansioso ou apreensivo, considere limitar essa atividade.

Dedique esse tempo para cuidar do corpo, meditando, fazendo exercícios e ingerindo refeições saudáveis e balanceadas.

Evite também o consumo de álcool, cigarro ou outras substâncias.

Além disso, arranje tempo extra em casa para relaxar, assistindo algum filme positivo, lendo algum romance ou apenas descansando.

Conecte-se às pessoas, mesmo que virtualmente

Por mais que a pandemia afastou as pessoas presencialmente, isso não significa que você tenha que ficar incomunicável.

Só porque você está isolado em ambiente doméstico por um longo período, isso não significa que você tenha que se isolar dos demais.

Por isso, experimente telefonar para aquele amigo que há muito tempo você não vê ou faça uma videochamada em grupo com vários membros da sua família.

Outra forma de se conectar com as outras pessoas é participando de grupos de discussão (no Facebook ou no WhatsApp).

Aproveite também aquele tempo livre para fazer algum curso ou faculdade à distância, aprendendo e socializando com os colegas.

Diferentemente de outras pandemias que a humanidade já enfrentou durante a história, pela primeira vez temos diversas ferramentas de comunicação que podem nos auxiliar durante a quarentena.

Mantenha as rotinas do dia a dia

Se você está trabalhando remotamente ou perdeu o emprego durante a pandemia, a melhor maneira para lidar com a situação é estruturar o tempo livre.

Nos últimos meses, muitas pessoas deixaram de lado as rotinas habituais, impactando na qualidade de vida.

Com isso, é fácil a pessoa se fechar na passividade ou na ruminação mental, fatores de alto risco que levam a uma depressão.

Para evitar isso, programe o seu dia, desde o horário de acordar até a  hora de dormir, incluindo atividades de lazer, intelectuais ou que melhoram a sua saúde física.

Em vez de se isolar, como se tivesse em uma prisão, faça uma lista de atividades nas quais você pode se envolver.

É claro, você precisa para tal seguir as recomendações sanitárias e de distanciamento social do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde.

Ao se manter ocupado, você não perderá tempo cultivando pensamentos negativos, melhorando assim a sua saúde mental.

Procure apoio psicológico

Se você fazia terapia ou pretendia iniciá-la antes da pandemia, saiba que ainda pode continuar o tratamento por meio da terapia online.

A modalidade é autorizada pelo Conselho Federal de Psicologia desde 2018, permitindo que qualquer pessoa, independentemente de onde ela more, possa ser atendida de forma remota por um psicólogo.

Muito mais do que uma conveniência, a terapia online foi fundamental para manter o atendimento de pessoas em isolamento social.

Se você está sentindo sintomas de depressão procure ajuda profissional.

E, mesmo que você não esteja enfrentando um transtorno mental,  o psicólogo pode lhe auxiliar a lidar com a pandemia da melhor forma possível.

E então, que tal experimentar a terapia online, afastando o perigo de uma depressão na pandemia. Marque a sua consulta clicando aqui.

Voltar ao topo