As redes sociais se tornaram grandes ferramentas para permitir a comunicação e interação das pessoas por meio da internet. Além dos conhecidos Facebook, Twitter e LinkedIn, novos sites estão surgindo a cada dia. Com eles, é possível encontrar novos amigos, fazer negócios ou simplesmente se entreter. Entretanto, redes sociais e produtividade nem sempre caminham juntas, principalmente porque está cada vez mais fácil utilizar esses meios dentro do expediente profissional.

Para muitas pessoas, verificar as notificações do celular é um hábito comum ao longo do dia. Obviamente, se a pessoa está rolando a timeline do Facebook, não está estudando ou trabalhando. O que seriam apenas alguns minutos, se tornam horas perdidas olhando para a tela do celular. Muitas vezes, esse hábito potencializa o comportamento de procrastinar.

Isso acontece porque essas mídias sociais utilizam-se de algoritmos para aprender quais são as coisas que as pessoas mais curtem e constroem a timeline para mantê-las conectadas o maior tempo possível.

Muitas empresas respondem a essa falta de produtividade no trabalho implementando políticas e restringindo acesso a celulares e a redes sociais. No entanto, sabendo utilizá-las, é possível manter o foco total nas tarefas diárias.

No artigo de hoje, você vai conhecer boas práticas para utilizar a internet e as redes sociais sem que elas afetem negativamente sua produtividade no trabalho ou nos estudos.

Acompanhe o seu tempo online

O tempo é um bem precioso no mundo moderno. Em 24 horas, temos que ter tempo para estudar, trabalhar, ir na academia, cuidar da casa e dar atenção aos PETs, amigos, cônjuges, filhos e familiares. E é fácil perder grande parte desse tempo útil acessando a internet. Na maioria das vezes, você está gastando mais tempo nas redes sociais do que imagina.

A importância das redes sociais é tão grande que levou a agência We Are Social e a plataforma Hootsuit a fazerem estudos e pesquisas no Brasil sobre como o uso do celular, principalmente nas redes sociais, tem influenciado a vida das pessoas dentro do universo digital e quanto tempo gastamos olhando para a telinha. Dentre as principais conclusões, pôde-se destacar um aumento de 7% dos usuários em redes sociais de 2016 para 2017. Além disso, 62% da nossa população estão conectados através das redes sociais, ou seja, 57% de toda a população brasileira.

Uma maneira de descobrir quanto tempo você gasta acessando a internet é utilizar aplicativos que servem a esse propósito. O RescueTime, por exemplo, ajuda a contabilizar quanto tempo você utiliza o Facebook, Twitter, Instagram, entre outros aplicativos do celular. Com ele, você pode traçar um plano de ação, diminuindo o tempo online e aumentando sua produtividade nos estudos ou no trabalho.

Defina um propósito

Use as redes sociais de forma que elas agreguem algo na sua vida. Se você vai gastar tempo acessando-as, deixe de seguir aquelas páginas ou perfis de pessoas que publicam coisas irrelevantes, que apenas tomam seu tempo e não adiciona nenhum valor na sua vida.

Será que você realmente precisa conhecer a opinião política de todos os seus amigos de infância, ver as centenas de fotos de férias que seu colega de trabalho compartilha ou acompanhar as piadas daquela pessoa com senso de humor duvidoso? Defina um propósito para utilizar suas redes sociais.

Mesmo que você precise ficar conectado, ou devido à sua profissão, ou para se manter informado, seja mais objetivo na hora de se conectar. Além disso, você também pode se desconectar por alguns minutos. Caminhe ou corra por 10 minutos, alongue-se, faça algum esporte rápido, organize a bagunça do quarto, escreva algumas ideias em um caderno ou diário, reflita um pouco sobre seus objetivos. Faça algo que não seja na internet, pois esse tempo vai ajudá-lo a voltar a se concentrar no que precisa ser feito.

Além disso, comece a acompanhar apenas aquilo que agrega algo à sua vida como notícias, histórias inspiradoras ou mesmo dicas de produtividade. Assim você gasta seu tempo, mas de maneira produtiva.

Limite o número de redes sociais

Você realmente precisa de um perfil no Facebook, Google+, Twitter, Instagram, Snapchat, Pinterest, Tumblr e LinkedIn? Para se conectar a seus amigos você não precisa estar presente em todas as redes sociais. Pense naquelas que você mais gosta. Em seguida, selecione apenas uma ou duas delas e experimente deixar de lado todas as outras.

Ninguém é obrigado a estar presente em todas as redes sociais. Você perceberá que estava gastando tempo demais para acompanhar todas elas e poderá se concentra mais nas coisas que seus amigos publicam.

Também podemos usar o próprio meio digital para nos permitir acessar menos aplicativos no celular. Sim, existem aplicativos que podem ajudá-lo a ficar um tempinho longe, pois limitam o uso de outros aplicativos, como por exemplo:

  • Menthal (Disponível para Android) – Este app mede o tempo gasto usando o celular e quanto desse tempo vai para cada aplicativo ou função, além de outras funcionalidades.
  • Forest (Disponível para Android e iOS) – Este é bem interessante, pois tem uma proposta mais gameficada. Funciona da seguinte forma: você planta uma espécie de árvore virtual, mas para ela crescer, você precisa ficar sem usar o celular por 30 minutos. Se você não tiver o controle certo para não abrir suas redes pelo celular, a planta acaba murchando e você perde o “jogo”.
  • Moment (Disponível para iOS) –  Este monitora o quanto você usa o celular, além de contar quantas vezes o smartphone foi desbloqueado. O interessante no caso deste é que você pode definir um limite, se quiser.
  • Freedom (Disponível para Android, iOS e Windows) – Se controlar for a sua praia, este aplicativo é capaz de monitorar todos seus devices, seja o celular, o tablet e até o computador. Além do mais, é possível bloquear o uso de alguns aplicativos na hora do trabalho, se quiser.
  • Focus Lock (Disponível para Android) – O Focus é para quem só funciona com mudanças radicais. A aplicação permite que você coloque um tempo determinado para não utilizar um aplicativo e ele não deixa você abri-lo de jeito nenhum, até este tempo acabar.

Conecte-se na vida real

As redes sociais podem ajudar você a reencontrar aquele colega de infância, ter notícias da sua família ou fazer novas amizades. Entretanto, em vez de mandar uma mensagem pelo Facebook, já experimentou telefonar para alguém que você gosta, ou convidar um amigo que você nunca vê para jantar? A manutenção dos seus contatos não deve depender unicamente das redes sociais.

A vida real é sempre melhor. Esse contato presencial pode ajudar você a se distrair do trabalho, a trocar experiências e até mesmo a fazer networking profissional.

Estabeleça prioridades de vida

A falta de controle sobre as redes sociais pode ser motivada pela falta de metas e objetivos em sua vida. Quando você tem uma lista de tarefas diárias obrigatórias, fica mais fácil limitar seu tempo online. E sempre que as redes sociais se tornarem uma distração, você terá ânimo para ficar em “modo avião”.

Abandonar todas as redes sociais é uma atitude radical. É preciso repensar quais são as suas prioridades e o papel da internet na sua vida. Sabendo gerenciar as redes sociais, sua vida se tornará mais produtiva e mais feliz.

E você, tem enfrentado alguma dificuldade para desconectar das redes sociais? Já leu o artigo sobre a FoMO? Se você está precisando de ajuda profissional para desconectar, entre em contato comigo!