Pular para o conteúdo

Como superar o medo de julgamento nas redes sociais

Cotidiano
Como superar o medo de julgamento nas redes sociais

Você já se sentiu insegura ao falar sobre o que faz da vida? Ou preocupada que todos pensem que você é uma fraude?

É normal se preocupar com o que as pessoas pensam de você e como elas o vêem, porque, no fundo, queremos pertencer a um determinado grupo. Afinal, somos criaturas sociais.

Contudo, se o medo de julgamento já era um problema em tempos de pré-internet, este problema ficou muito maior quando passamos a ter milhões de pessoas desconhecidas nos julgando através das redes sociais.

Esse medo de julgamento potencializado pode ser um grande impedimento para fazermos nosso melhor trabalho, corrói nossa autoconfiança e inibe a criatividade. Ninguém quer isso.

Muita gente simplesmente tenta ignorá-lo. Mas, no fundo, ao tentar evitar o medo de julgamento – sem enfrentá-lo de frente –, ele apenas continuará na sua mente por muito tempo, se transformando em uma bola de neve, até o momento que você estará fugindo de qualquer interação social – seja ela online ou presencial.

A boa notícia é que você não está sozinha. Há muitas pessoas que estão lutando com esses medos, conforme as redes sociais se tornam mais presentes na vida cotidiana.

Superando o medo de julgamento

Para superar esse medo, a primeira coisa a ser feita é entender de onde ele vem. O medo é uma emoção humana projetada para nos proteger do perigo. Portanto, uma vez que ele começa a ter um efeito prejudicial em seu desempenho, você precisa assumir o controle da situação.

Uma boa maneira de assumir esse controle é cultivando a sua positividade. Por exemplo, comece a escrever afirmações e pontos positivos que você reconhece em si mesmo. Essa prática diária pode restaurar a sua autoconfiança e os sentimentos de valor.

Por outro lado, se seus perfis no Facebook, Twitter ou Instagram estão fazendo seu sangue ferver, experimente se desconectar deles por um tempo. Você não pode interromper o julgamento de terceiros, mas simplesmente pode deixar de vê-los.

Agora, se o medo do julgamento já começa a afetar os seus compromissos sociais, é hora de começar a dizer “sim” para situações que provoquem ansiedade. Por exemplo, concorde em dar uma palestra, conhecer novas pessoas ou participar de um curso em uma área que você não domina. Comece pequeno e, à medida que suas experiências crescerem, sua confiança também aumentará.

Outra dica é investir em si mesmo. Se o medo está atrapalhando a sua vida profissional, faça um curso de oratória, fale com um coach de carreira ou entre na academia para melhorar a sua aparência física. O mesmo pode ser feito com a sua inteligência emocional, ao procurar um psicólogo comportamental.

Entenda: você não pode (e não precisa) ser uma presença importante e transformadora em algumas pessoas sem ser também alvo de piadas e críticas de outras. Ou seja, esqueça aquela ideia irrealista de querer agradar todo mundo, pois isso é algo totalmente impossível.

Não se leve muito a sério, seja mais voluntário para novidades e aja com humildade. Com isso, você colherá mais felicidade, segurança e sucesso em sua vida.

Para mais dicas de saúde mental, visite o meu perfil no Instagram, @dryuribusin !

Últimas publicações

images/blog/como-a-terapia-cognitivo-comportamental-pode-resolver-a-depressao.jpg
Cotidiano

Como a terapia cognitiva comportamental pode resolver a depressão

images/blog/como-as-redes-sociais-podem-aumentar-o-estresse.jpg
Cotidiano

Como as redes sociais podem aumentar o estresse e como evitar isso

images/blog/os-perigos-do-estresse-cronico.jpg
Cotidiano

Os Perigos do Estresse Crônico: Como ele pode afetar sua vida

Tudo bem buscar ajuda!

Agende agora mesmo uma consulta e vamos conversar.

Agendar uma consulta
Yuri Busin