Pular para o conteúdo

Como parar de ser invejoso?

É comum as pessoas dizerem que a inveja tem um lado positivo, argumentando que ela pode ser um impulso para ter motivação para progredir. Ou seja, se alguém tem uma casa maior ou um conjunto de roupas mais bonitas, sentir inveja poderia - em tese - ajudar alguém a se motivar para preencher essa lacuna.

A verdade é que sentir inveja pela aparência, talentos, relacionamentos e contas bancárias de outras pessoas não oferece nenhuma contribuição positiva para nossas vidas.

Na verdade, sentir inveja pode nos levar a tomar decisões que podem prejudicar a nós mesmos e as pessoas ao nosso redor.

Os perigos da inveja

A inveja causa mais dor e sofrimento para o que sente o sentimento do que a pessoa invejada, pois ela pode ser uma emoção destrutiva, tanto mental quanto fisicamente.

De forma geral, pessoas invejosas tendem a se sentir hostis, ressentidas e irritáveis. É menos provável que essas pessoas se sintam gratas pelos próprios traços positivos ou pela ajuda que recebem de terceiros.

A inveja também tem o potencial de gerar descontentamento e angústia, amarra a liberdade de um indivíduo, além de motivar o invejoso a fazer coisas que normalmente não faria.

Os sentimentos de ressentimento e amargura drenam a felicidade e a energia da pessoa, podendo levar a uma depressão.

Como diminuir a inveja

No mundo conectado atual, as redes sociais são o principal vetor da inveja. Aplicativos visuais - como Instagram, Snapchat e TikTok - mostram um mundo perfeito, onde todos parecem belos, felizes e bem-sucedidos.

O problema é que essas ferramentas sociais não mostram os problemas, frustrações e outros sentimentos negativos que todos nós passamos. Essa falsa ilusão de que todos estão vivendo uma vida perfeita gera automaticamente sentimentos de inveja.

A inveja também é impulsionada pelo ato de se comparar com os outros. Cada um se move em seu próprio ritmo, pois as circunstâncias são diferentes para todos. Mas, provavelmente, você se pegará fazendo comparações com os outros e se perguntando porque as coisas ruins só acontecem com você.

Em vez disso, o que você precisa fazer é comparar-se apenas ao seu antigo eu. Tente se concentrar no quanto você cresceu, em vez de sentir inveja de onde outra pessoa está.

Mudando o foco

A vida está cheia de lembretes do que nos falta. Sempre há alguém que é mais bem-sucedido, mais talentoso, mais atraente. Da mesma forma, também há muitas pessoas que não tem nem o básico para sobreviver.

Admitir que estamos com inveja pode ser muito ameaçador, pois significa reconhecer nossas próprias fraquezas e inseguranças. Por outro lado, é esse reconhecimento que vai lhe ajudar a mudar o foco.

Em vez de reagir à dor da inveja com esforços para reforçar apenas a sua autoestima, experimente também a autocompaixão. Ser imperfeito é sinônimo de ser humano. Lembre-se, até mesmo as pessoas mais bem sucedidas também enfrentam problemas.

Além disso, experimente passar algum tempo com pessoas gratas. A gratidão é altamente contagiosa. Você pode encontrá-las online ou pessoalmente. Quanto mais você investe seu tempo com elas, mais o espírito invejoso se afastará de você.

Com o tempo, você será uma pessoa genuína, grata e feliz, ao ponto de comemorar o sucesso de outras pessoas sem qualquer sentimento de inveja.

Se gostou deste texto, siga o meu perfil no Instagram para mais conteúdos como este! @dryuribusin

 

Voltar ao topo