Pular para o conteúdo

Como lidar com a insônia

A insônia é um distúrbio do sono que é caracterizado pela dificuldade no ato de dormir. O aparecimento da condição é algo comum, principalmente naqueles momentos em que a pessoa está experimentando grandes mudanças de vida.

De forma geral, problemas no trabalho, conflitos familiares e acesso constante ao celular são os principais vilões daqueles que tentam dormir de forma mais saudável.

Entretanto, se essa insônia dura mais de três meses, é sinal que algo não vai nada bem e a pessoa precisa de tratamento para garantir uma melhor qualidade de vida.

Os perigos da insônia

A insônia não significa apenas a falta de sono. Muitas vezes, a pessoa até consegue dormir com facilidade, mas não o suficiente para ter um descanso de boa qualidade. Embora a quantidade de sono necessária varie de pessoa para pessoa, a maioria dos adultos precisa dormir pelo menos sete horas por noite. 

Porém, aqueles que dormem pouco acabam se tornando irritados, ansiosos e deprimidos. A pessoa também tem problemas de memória, dificuldade de concentração, além de cansaço excessivo, tendo pouca energia ao longo do dia.

A insônia também tem o potencial de afetar negativamente o trabalho, a escola e os relacionamentos.

No longo prazo, a insônia também pode contribuir para o aparecimento de doenças como diabetes, pressão alta, ganho de peso e transtornos de humor.

Felizmente, algumas pessoas com insônia conseguem dormir melhor depois de fazer simples mudanças em alguns comportamentos diurnos e noturnos.

Dicas práticas para acabar com a insônia

O primeiro hábito a adotar para diminuir a insônia é definir que a cama deve ser algo reservado para dormir. Por isso, deixe de assistir televisão, usar o celular ou estudar deitado na cama. Todas essas atividades podem aumentar o seu estado de alerta e dificultar o sono.

Se você estiver deitado na cama pensando nas tarefas de amanhã, considere reservar um período de tempo - talvez antes do jantar - para rever e fazer planos para o dia seguinte. O objetivo é evitar fazer essas coisas enquanto tenta adormecer.

O exercício regular pode melhorar não apenas a saúde física, mas também melhorar a qualidade e duração do sono. Entretanto, se exercite pelo menos três horas antes de ir para a cama, pois ele pode ter um efeito estimulante no corpo.

Ainda na linha de estimulantes, evite beber, fumar ou tomar café pelo menos seis horas antes de ir para cama. Se puder, corte eles de sua rotina diária até que o quadro de insônia passe. Se você precisa tomar algum remédio estimulante (como descongestionantes ou inaladores para asma), pergunte ao seu médico quando eles podem ser tomados para minimizar o efeito sobre o sono.

Se você não consegue dormir, não fique ali se revirando na cama e se preocupando com isso. Levante-se e faça algo que ache relaxante até sentir sono novamente. A leitura de um livro, por exemplo, pode ajudar nesses momentos de insônia.

Finalmente, caso você ainda enfrente problemas para conseguir dormir, não deixe de marcar uma consulta com um psicólogo comportamental ou até mesmo um psicólogo clínico para investigar mais a fundo a origem potencial desta insônia.

Você pode entrar em contato comigo por meio do meu perfil no Instagram.

Voltar ao topo