Pular para o conteúdo

Como lidar com a crise da meia-idade

Cotidiano
Como lidar com a crise da meia-idade

Embora seja normal e esperado passar por várias transições ao longo da vida, uma crise de meia-idade – também chamada “crise dos 40” – pode fazer a pessoa a questionar mais sobre sua própria identidade e prioridades.

Para alguns, esse momento também pode acontecer mais cedo (aos 30 anos) ou mais tarde (após os 50). Mas, de forma geral, muitos homens e mulheres percebem em um determinado momento da vida que o tempo pode tê-los alcançado e que eles podem não estar mais em seu auge físico e mental.

Nessa fase, as pessoas experimentam um certo desconforto com o processo de envelhecimento, gerando um período de sofrimento emocional. Por mais que a crise não seja considerada um distúrbio clínico, é possível existirem sentimentos envolvidos de angústia, ansiedade e depressão.

Os sinais da crise da meia-idade

Normalmente, a crise de meia-idade vem acompanhada de intensa nostalgia do passado, insatisfação com a carreira ou falta de motivação para se envolver com novos hobbies. A pessoa também pode experimentar mais ciúme ou inveja em suas relações, agir mais impulsivamente ou querer fazer mudanças repentinas em sua aparência.

Com o avanço da idade, a disposição física não é mais a mesma, com as rugas e cabelos brancos começando a surgir, assim como o aumento nos cuidados com a própria saúde.

Sem apoio, a pessoa pode desenvolver uma maior irritabilidade, se isolar socialmente ou culpar os outros pela maneira que está se sentindo. Esses sentimentos podem ser potencializados por outros eventos traumáticos comuns dessa época da vida, como a saída dos filhos de casa, o falecimento de parentes, bem como a necessidade de ajudar os pais durante a velhice.

Além disso, as comparações com as realizações de outras pessoas da mesma idade só aumentam o sofrimento emocional.

A boa notícia, é que, para a maioria das pessoas, a crise dos 40 (assim como de outras idades) é temporária.

Lidando com crise da meia-idade

Por mais que exista a “crise” no nome, isso não significa que “crise da meia-idade” tenha que ser negativa. Na verdade, esse período pode ser um importante período de mudanças, quando a pessoa passa a escolher com mais cautela o que quer (e o que não quer) para a sua vida.

Isso inclui refletir sobre o futuro profissional, repensar relacionamentos que não estão dando certo, além de ressignificar hábitos que não fazem mais sentido nessa fase da vida. 

Para alguns, aos 40 a pessoa já pode ter uma família, posses materiais ou uma carreira consolidada. Esses objetivos de vida são normalmente buscados aos 20 anos, mas aos 40 eles podem não ser mais relevantes ou tão importantes quanto antes. Isso significa que é hora de refletir o que você quer da vida e alinhar esses objetivos com os valores que você acabou de identificar.

Por isso, esta é a hora certa para reavaliar o que você quer da vida e alinhar esses objetivos com os valores que você vem identificando ao longo dos anos. Utilize esse tempo para conversar com alguém em quem confia ou um psicólogo, para realizar um exercício de autoconhecimento e estabelecer novas metas e objetivos.

E, quanto às comparações, elas não são bem-vindas aos 40 ou em qualquer outra idade. O que você está experimentando agora é único, e cada pessoa trilhou o seu próprio caminho – tendo como base seus próprios objetivos traçados. Por isso, trace uma nova rota e siga em frente. Você ainda terá muito a viver e conquistar pela frente.

Porém, se você está tendo dificuldades para lidar com a crise da meia-idade, entre em contato comigo!

Para mais dicas de saúde mental e bem-estar, siga o meu perfil no Instagram @dryuribusin.

Últimas publicações

images/blog/o-que-e-vergonha-e-como-lidar-com-ela.jpg
Cotidiano

O que é vergonha e como lidar com ela?

images/blog/o-que-e-bolha-social.jpg
Cotidiano

O que é bolha social e como ela pode afetar a sua vida

images/blog/porque-voce-deve-comecar-a-ter-compaixao.jpg
Cotidiano

Por que você deve começar a ter autocompaixão hoje mesmo

Tudo bem buscar ajuda!

Agende agora mesmo uma consulta e vamos conversar.

Agendar uma consulta
Yuri Busin