A chantagem emocional tem a ver com manipulação. É uma forma poderosa de envolver uma pessoa numa esfera de medo, obrigação e culpa.

Qualquer pessoa pode acabar sendo emocionalmente chantageada por qualquer um ao seu redor, sem mesmo nunca perceber o que realmente está acontecendo. Por isso é fundamental reconhecer os sinais de alerta.

Neste artigo, você vai entender mais sobre esse padrão tóxico de manipulação e como lidar com a chantagem emocional. Continue a leitura!

O que é chantagem emocional?

A chantagem emocional ocorre quando alguém próximo utiliza suas fraquezas, segredos ou vulnerabilidades contra você para conseguir algo que deseja. Para que a chantagem ocorra, o manipulador precisa se fazer de vítima, que quase sempre é seguido por algum tipo de ameaça, caso uma determinada demanda não for atendida.

Para que a manipulação seja bem-sucedida, o chantagista explora os medos do outro, como a solidão, humilhação ou o fracasso.

Frases como “se você realmente me ama…”, “depois de tudo o que fiz por você…” ou “como você pode ser tão egoísta…” são exemplos clássicos de alguém que utiliza da chantagem emocional para conseguir o que quer.

Como consequência, a pessoa chantageada se sente culpada, insegura e inadequada, sendo compelida a esforçar mais para agradar o chantagista.

Quais são os sinais de alerta?

Geralmente, pessoas com insegurança, por algum motivo, utilizam da chantagem emocional para conseguir o que querem. Elas tentam manipular as suas decisões, sempre reagindo negativamente às escolhas que você faz. O manipulador tenta intimidá-lo até que você faça exatamente o que ele quer, o que se torna em um sinal claro de alerta.

É comum que o manipulador culpe você por algo que não fez, para que sinta que precisa melhorar para reconquistar o carinho dele. Isso inclui declarações dramáticas até que, finalmente, você concorde em fazer o que ele quer.

Um exemplo desse tipo de comportamento pode ser quando alguém trai e é pego em flagrante. Em vez de pedir perdão, ele imediatamente culpará algum comportamento do parceiro traído, que o teria motivado ao ato de traição.

Existem muitos outros sinais de chantagens emocionais. O chantagista nunca aceita o “não” como resposta e pode fazer você assumir a responsabilidade por ele não progredir em sua carreira ou por estar acima do peso, por exemplo.

Como parar com as chantagens emocionais?

Todos os relacionamentos dependem de negociação e persuasão para satisfazer as necessidades de ambos. No entanto, chantagistas emocionais colocam uma pessoa na defensiva, fazendo a pensar que estão sempre erradas.

Se você está sendo intimidado ou ameaçado a cumprir os desejos de um manipulador é hora de agir. A primeira dica é sempre priorizar seus desejos, necessidades e preferências sobre os do outro. É preciso que você defina limites claros que não podem ser ultrapassados em nenhuma circunstância.

Por mais que você ame uma pessoa, seu bem-estar sempre deve vir em primeiro lugar. A partir do momento que você cede a chantagem de alguém, a situação só tende a piorar.

Se você estiver dentro em um relacionamento abusivo envolto em chantagem emocional, um psicólogo auxilia a evitar que seu bem estar emocional seja comprometido por uma pessoa que fará de tudo para satisfazer suas necessidades.

É sempre bom ficar atento. Quando você gosta de alguém, é fácil ignorar os sinais e romantizar a manipulação. Mas se você sentir que algo está errado, é importante acabar de uma vez por todas com a chantagem emocional.

E então, está pronto para interromper a chantagem emocional? Entre em contato e agende uma consulta com um psicólogo para erradicar este comportamento tóxico.