terapia cognitiva comportamental (TCC) é um tipo de tratamento psicoterapêutico que auxilia os pacientes a entender os sentimentos e pensamentos que influenciam diretamente os seus comportamentos. A premissa desse tipo de terapia é que é possível mudar comportamentos unicamente alterando padrões de pensamentos.

Ela é utilizada para tratar uma série de distúrbios, incluindo fobias, vícios, depressão e ansiedade. Ao longo do tratamento, as pessoas aprendem como identificar e alterar pensamentos destrutivos ou perturbadores que influenciam negativamente as suas ações, sentimentos e emoções.

terapia cognitiva comportamental tornou-se muito popular nos últimos anos, por ser uma opção de tratamento de curto prazo e também por ser mais acessível do que outros tipos de terapia. A TCC também tem demonstrado resultados efetivos na superação de uma ampla variedade de comportamentos indesejados.

Por isso, neste artigo, você conhecerá mais sobre esse tipo de terapia, para quem ela é indicada e como ela funciona na prática. Vamos lá?

O que é terapia cognitiva comportamental?

terapia cognitiva comportamental é uma forma de psicoterapia que se concentra em como seus pensamentos, crenças e atitudes afetam seus comportamentos. Ela busca ensinar estratégias eficazes de enfrentamento para lidar com diferentes problemas que aparecem ao longo da vida.

Por exemplo, uma pessoa que passa muito tempo pensando em acidentes de carro, pode se ver numa situação de se recusar a dirigir, fazendo com que ela perca muitas oportunidades de trabalhos, estudos ou viagens.

O objetivo da terapia comportamental cognitiva é justamente ensinar aos pacientes que, embora eles não possam controlar todos os aspectos do mundo ao seu redor, eles podem assumir o controle de como eles interpretam e lidam com as coisas em seu ambiente.

TCC ajuda a entender um problema gigantesco, dividindo-o em partes menores. Assim, pensamentos distorcidos que levam a aflições e comportamentos problemáticos, são minimizados, ajudando o paciente a pensar com realismo e com menos negatividade.

Esses pensamentos negativos automáticos surgem espontaneamente, são aceitos como verdadeiros e tendem a influenciar negativamente o humor do indivíduo. Com a terapia cognitiva comportamental, os pacientes analisam esses pensamentos e são encorajados a olhar para evidências da realidade que apoiam ou refutam esses pensamentos.

Ao fazer isso, as pessoas são capazes de ter uma visão mais objetiva e realista dos pensamentos que contribuem para seus sentimentos de ansiedade e depressão. Ao tomar consciência desses pensamentos negativos, e muitas vezes irreais, que diminuem o seu humor, as pessoas são capazes de começar a se envolver em padrões de pensamento mais saudáveis.

Que tipo de problemas ela trata?

terapia comportamental cognitiva existe há mais de 40 anos e foi inicialmente utilizada para tratar a depressão. Entretanto, ela também tem sido usada para casos de transtorno de pânico, ansiedade generalizada, insônia, fobia social, transtorno de estresse pós-traumático, depressão infantil, raiva, conflito conjugal, abuso de substâncias, esquizofrenia, transtorno bipolar, personalidade limítrofe, distúrbios alimentares e muitas outras condições mentais e até físicas.

Dessa forma, a TCC pode ser usada para praticamente qualquer comportamento em que pensamentos e crenças desempenham um papel importante. A terapia enfatiza a necessidade de identificar, desafiar e mudar como uma situação é vista.

A intenção é modificar o pensamento automático, desafiando a mentalidade negativa, as conclusões precipitadas e o catastrofismo de situações. Quando um indivíduo tem sucesso nessa tarefa, sua angústia diminui e eles são mais capazes de viver de maneira melhor.

Como ela funciona na prática?

Essa terapia envolve uma identificação clara do problema, estabelecendo metas atingíveis, comunicação empática, feedback frequente, verificações da realidade, tarefas de casa e ensinar os indivíduos a usar as ferramentas aprendidas para promover mudanças comportamentais positivas e crescimento pessoal.

Enquanto outras formas de psicoterapia envolvem investigar o passado para fornecer insights sobre seus sentimentos atuais, a TCC concentra-se nos pensamentos e crenças do “aqui e agora”.

Quando um indivíduo experimenta um evento estressante, pensamentos automáticos vêm à mente e podem levar a sentimentos negativos e emoções. Uma pessoa pode exagerar, se irritar e se sentir mal. A pessoa faz uma suposição falsa ou uma conclusão incorreta sobre o significado do evento com base em nenhuma verdade confiável, mas sim no processo de pensamento automático que nem sempre é reconhecido.

O psicólogo cognitivo-comportamental ajuda o indivíduo a reconhecer como o pensamento distorcido afeta diretamente o humor e as emoções e ensina como mudar padrões de pensamentos rígidos. Trata-se de um tratamento específico, orientado para metas e concebido para alcançar a autocompaixão e prevenir a recaída de um distúrbio específico.

E você, apresenta alguns dos problemas comportamentais apresentados? Gostaria de poder experimentar a terapia cognitiva comportamental? Entre em contato comigo e marque a sua consulta. Até a próxima!

Deixe um comentário

shares
WhatsApp chat