É muito comum as pessoas questionarem como escolher um psicólogo. Afinal, ninguém quer colocar seus problemas emocionais nas mãos de qualquer pessoa.

Em algum momento da vida, todo mundo pode se sentir sobrecarregado e precisar de ajuda profissional para lidar com sentimentos e problemas que parecem estar fora de controle. Conflitos familiares, perda de um emprego, morte de um ente querido, depressão, estresse ou abuso de substâncias são motivos comuns que levam as pessoas ao consultório.

Por isso, é muito importante saber escolher um profissional para realizar o tratamento mais adequado. Neste artigo, apresento as principais dicas de como escolher um psicólogo para resolver seus problemas emocionais.

 

Acompanhe!

O que procurar em um psicólogo?

 

Em primeiro lugar, é preciso encontrar um psicólogo clínico com o qual se sinta confortável.

A psicoterapia não é um processo fácil e seu terapeuta não está lá para ser seu amigo. A psicoterapia é um esforço colaborativo entre um indivíduo e um psicólogo. Ele fornece um ambiente de apoio para falar abertamente e confidencialmente sobre preocupações e sentimentos, ajudando você a melhor administrá-los.

No entanto, se o psicólogo não inspira confiança, a terapia não produzirá os resultados desejados. A melhor maneira de fazer um tratamento psicológico é ser honesto com o profissional escolhido. Porém, se você precisa mentir para seu terapeuta ou reter informações importantes, não obterá nenhuma ajuda real.

Para aqueles que já fazem terapia há algum tempo e não sentem alívio em seus problemas emocionais, talvez não esteja obtendo o melhor tratamento disponível. Esse é um sinal de alerta que está na hora de procurar por outro psicólogo.

A seguir, segue algumas dicas que podem lhe ajudar a encontrar o melhor profissional para o seu problema!

Pesquise 

Comece pesquisando na internet para obter alguns nomes de psicólogos que estão na sua cidade. Ao enfrentar dificuldade em encontrar um psicólogo, peça uma indicação ao seu médico ou outro profissional de saúde. Ligue para alguma associação de psicólogos locais ou estaduais para conseguir uma listagem dos psicólogos credenciados. Você também pode encontrar ajuda em um departamento de psicologia da universidade ou faculdade local.

Com essas indicações, visite os sites dos psicólogos para saber mais informações sobre suas formações acadêmicas, áreas de atuação e especialidades. Caso eles tenham um blog, leia alguns artigos para descobrir se eles são qualificados e tem autoridade no assunto.

Em seguida, ligue ou mande uma mensagem para cada um deles para ter mais informações sobre métodos de tratamento, agenda, honorários e formas de pagamento.

 

Agende a primeira consulta

Geralmente, a primeira sessão, às vezes chamada de consulta de avaliação, é diferente do que você encontrará nas sessões seguintes. Nesse primeiro contato, você terá a oportunidade de explicar o que o levou à terapia, expondo os sintomas que você está experimentando.

Alguns psicólogos não cobram essa primeira consulta e a profundidade dessa anamnese vai depender da orientação teórica do psicólogo. Provavelmente, ele fará perguntas sobre sua infância, educação, relacionamentos sociais (amigos, familiares e amorosos), vocação ou carreira.

A partir daí o profissional terá uma compreensão inicial de você, dos seus valores, bem como suas dificuldades atuais. Assim, ele poderá indicar o melhor tratamento para o seu problema.

 

Verifique a experiência

Procure um terapeuta com experiência específica em seu problema. Durante a primeira consulta, verifique quantos pacientes com o mesmo problema passaram pelo consultório e quais os tratamentos utilizados.

Não seja tímido! Afinal, nesse primeiro momento, você está entrevistando o psicólogo tanto quanto ele está entrevistando você. Ouça as respostas e decida se ele o ajudará ou não.

 

Fuja dos julgamentos

Um psicólogo só pode fazer 50% do trabalho, o resto é por sua conta. No entanto, ele deve ser compassivo com sua situação e ajudá-lo a se ajudar. Se ele começar a te julgar, procure outro profissional, uma vez que esse não está fazendo o trabalho corretamente.

Além disso, certifique-se sempre que ele é um psicólogo e tenha o seu número de inscrição no Conselho Regional de Psicologia (CRP), clique aqui para acessar o site.

 

Pense na possibilidade da terapia online

Em grandes cidades é fácil encontrar várias opções de psicólogo. No entanto, se você vive em uma região carente desses profissionais, tem algum problema de locomoção ou algum transtorno que o impede de sair de casa, pode fazer um tratamento à distância, via internet.

A psicoterapia via internet é regulamentada desde 2012 pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP). Segundo a norma da CFP, os psicólogos estão autorizados a oferecer consultas ou atendimentos psicológicos de diferentes tipos e a distância, sejam elas individuais ou em grupo, sem que exista um limite de sessões.

Com isso, um psicólogo online utiliza os mesmos princípios e recursos de uma terapia presencial tradicional. A única diferença é que ela usa as novas tecnologias de comunicação.

No entanto, independentemente da consulta online ou presencial, a psicoterapia não mudará nada se você não permitir. Se você permitir que a terapia funcione, o tratamento será mais rápido e efetivo! Dessa forma, aprender como escolher um psicólogo e levar o tratamento a sério você poderá experimentar uma jornada enriquecedora em sua vida.

 

E você, ainda tem alguma dúvida de como escolher um psicólogo? Mande uma mensagem e marque uma consulta de avaliação comigo. A primeira sessão não é cobrada!

Deixe um comentário