Você se sente desvalorizado pelo seu chefe, seus colegas de trabalho não trabalham de forma colaborativa ou acha sua lista de tarefas muito chata. Muitas pessoas sentem isso todos os dias e acreditam que estão trabalhando no lugar errado. Mas, na verdade, muitas dessas afirmações são motivadas internamente por uma infelicidade no trabalho ou mesmo em suas profissões.

Toda carreira profissional tem seus altos e baixos, portanto, é natural de tempos em tempos se sentir entediado, fora de sintonia ou ter problemas com a procrastinação. A maneira para recuperar a motivação no trabalho é avaliar onde você quer estar em sua profissão e buscar uma solução para dar o próximo passo em sua carreira.

Neste artigo, apresento os principais indícios que podem motivar uma infelicidade em uma determinada posição de trabalho. Após, ofereço algumas dicas de como superar esse problema. Continue a leitura!

As razões para a infelicidade no trabalho

Segundo pesquisa realizada pelo consultor de carreiras Fredy Machado, 90% dos trabalhadores estão infelizes no trabalho. Desse percentual, quase 65% dos profissionais gostariam de fazer algo diferente do que fazem hoje.

Há muitas causas para essa infelicidade generalizada, tanto internas quanto externas. Por exemplo, se a empresa se alimenta da concorrência entre colegas de trabalho, e a pessoa não tem um perfil competitivo, ela vai se irritar com esse tipo de energia.

Outro motivo comum é não se dar bem com um chefe. Muitas organizações gostam de manter os funcionários e transferi-los para outros departamentos, com chefes diferentes. Por isso, é normal que ocorra estranheza entre novos perfis de gerência ou colegas que antes não havia contato.

No entanto, a cultura de uma empresa não é a única culpada. Também existem causas internas que afetam a felicidade profissional. Algumas pessoas, por exemplo, sofrem de perfeccionismo ou não sabem como dizer “não” a determinadas responsabilidades. Assim, elas podem ter dificuldade para discutir com seus superiores como organizar melhor sua carga de trabalho.

Além disso, muitas pessoas escolhem a carreira da moda ou que seus pais e amigos desejam, e não exatamente a que elas queriam. É comum que esses indivíduos passem anos estudando e conquistando promoções para, então, perceber que eles odeiam o que fazem. Apesar de conquistar bons salários, se alguém não está perseguindo os seus sonhos, isso pode deixá-lo desanimado.

As principais dicas para conquistar a felicidade no trabalho

Se você acredita que a sua infelicidade tem solução dentro da empresa, o primeiro passo é reunir suas reclamações e problemas e levá-las ao seu gerente de maneira ponderada e respeitosa. Para evitar o confronto, pense antes em maneiras de como uma determinada situação pode ser resolvida.

Por isso, em vez de ficar na neutralidade, você precisa trilhar um novo caminho para si mesmo. Não espere que seu chefe adivinhe que você não está feliz. É preciso decidir o que você espera de sua carreira e evitar hábitos que te impedem de crescer no trabalho.

Por exemplo, se você não se sente desafiado no trabalho, ou feliz com suas tarefas, ofereça ideias de projetos que lhe façam sair de sua zona de conforto. Com isso, além de aumentar sua motivação, é grande a chance de que você receba uma promoção se tiver sucesso numa nova tarefa.

Um fator que precisa ser entendido é que ninguém necessita necessariamente ser o melhor amigo de seus colegas. Mas, se o ambiente em seu departamento está prejudicando seu trabalho, é possível solicitar uma transferência para outro setor ou filial da empresa.

Como último recurso, repense sua carreira e decida se não está na hora de mudar para outra empresa ou mesmo para outra profissão. Se as coisas em seu trabalho são tão ruins que não podem ser consertadas, pode ser hora de seguir em frente.

Reserve um tempo para analisar sua posição atual e pense em diferentes cenários que pode explorar. Essa autoanálise é difícil de ser realizada, mas fundamental para sua vida pessoal e profissional. Portanto, ela deve ser feita com calma e nunca se deve tomar decisões drásticas, baseadas apenas nas emoções.

Assim, ao se colocar ativamente no controle de sua vida profissional e afastando a infelicidade no trabalho, é possível reconquistar a motivação, produtividade e crescimento profissional.

E você, gostaria de ajuda profissional para fazer uma autoanálise profissional? Marque agora mesmo uma consulta com um psicólogo e supere de vez a infelicidade no trabalho.

Deixe um comentário