Geralmente, um casamento em crise tem início quando um estresse ou conflito mal resolvido faz com que o nível de ansiedade se torne intenso demais para o casal conseguir administrar. Como resultado, a raiva, o ressentimento e a frustração se tornam habituais no relacionamento.

Assim, o casal acaba experimentando interações negativas, o que faz com que ambos se afastem afetivamente. Isso alimenta um desejo de terminar o relacionamento, pois a resolução do problema parece cada vez mais distante ou mesmo impossível.

Como qualquer relacionamento, o casamento exige compromisso, dedicação e trabalho duro. Por mais que pareça sem solução, é possível evitar o colapso conjugal e tornar qualquer casamento em um relacionamento saudável e próspero.

É o que você vai aprender neste artigo. Vou apresentar os motivos mais comuns de um relacionamento em crise e dar dicas para ter sucesso no casamento. Continue a leitura!

 

Os problemas mais comuns de um relacionamento em crise

O conflito é comum a todos os casamentos. O casal acaba discordando sobre muitas questões, como trabalho, ciúmes, mal-entendidos, família, filhos, expectativas, sexo. Por isso, não pense que você é o único casal a ter problemas.

Às vezes, os desentendimentos em um casamento começam por causa das ações de um dos cônjuges. Pode ser uma infidelidade, uma má administração financeira ou fazer más escolhas. Essas cicatrizes na vida do casal não devem ser vistas como negativas, mas sim com experiências positivas, para que com o aprendizado elas não sejam repetidas.

É muito importante praticar todos os dias o perdão e a gratidão durante o casamento. É natural ficar com raiva, frustrado ou querer culpar o erro do cônjuge indefinidamente, mas esse rancor só minará a relação. É preciso reparar esses danos, tanto na prática quanto emocionalmente. E se vocês estiverem trabalhando em equipe, o trabalho será muito mais fácil.

 

As principais dicas para salvar um casamento em crise

O primeiro passo para resgatar um casamento é identificar se existe algo, mesmo que pequeno, que vale a pena ser salvo no relacionamento. Quando se está em um padrão tóxico, no qual ambos só se concentram nas fraquezas um do outro, é difícil pensar nas coisas boas que o casamento traz para o casal. Se o casal começa a ter uma atitude positiva, é possível ter uma base sólida para reconstruir o casamento.

Experimente prestar atenção nas pequenas coisas e começar a valorizar o relacionamento. Você consegue isso apenas dizendo “obrigado” quando o parceiro faz o jantar, ao comemorar uma data comemorativa para o casal ou dizer o quanto ela ou ele é importante para sua vida.

No calor de uma discussão e da raiva a última coisa que você quer fazer é se aconchegar um ao outro ou sussurrar palavras de paz no ouvido um do outro. Que tal fazer isso agora mesmo? Quando seu relacionamento está em apuros, demonstrar amor, carinho e empatia, é possível quebrar o ciclo de discussões tóxicas.

Outro passo importante é se afastar de pessoas, amigos e familiares que tenham padrões de comportamentos negativos. É preciso cercar-se de pessoas que elevam o ânimo do casamento e que valorizam os relacionamentos duradouros.

O aconselhamento psicológico também é uma boa opção. Acredite, o preço que se paga por uma terapia é mais barato que o divórcio. Seja numa consulta individual ou de casal, após algumas sessões já é possível fazer com que a comunicação flua novamente dentro do relacionamento.

Dessa forma, problemas não significam necessariamente que o casamento deva terminar. O desentendimento significa que um novo crescimento está tentando ocorrer, mesmo em um casamento em crise. Com as habilidades certas, qualquer relacionamento pode ser salvo.

Curtiu as dicas de como resgatar um casamento em crise? Então, confira meu outro artigo com mais dicas para resolver as diferenças em um relacionamento!