Pular para o conteúdo

A caixinha do nada, como os homens se desligam do mundo

Os dias passam, os anos se vão, e a discussão entre as diferenças entre homens e mulheres permanece. Há muito tempo a sociedade busca tornar o homem igual à mulher e vice e versa, mas isso não é possível.

O homem é homem e a mulher é mulher. Suas características fisiológicas e pensamentos são diferentes. E isso não se refere a cargos, salários, respeito ou qualquer coisa ligada a direitos iguais, em que, neste caso, não se deve julgar pelo gênero, mas sim pelas qualidades laborais ou responsabilidades sociais que foram infringidas.

Existem comportamentos mais masculinos e outros femininos. Os quais, em muitas ocasiões, entram em conflito por não entenderem o funcionamento distinto do outro.

Por isso, continue lendo para entender essas diferenças e como ter um relacionamento com maior flexibilidade e menor desentendimentos. Vamos lá?

O cérebro masculino

Geralmente, o homem tem o pensamento mais objetivo, concreto, sistemático. Ele também é menos emotivo do que o da mulher.

O cérebro masculino funciona como se fosse um grande armazém, dividido em diversas caixas, pequenas e bem separadas. Eles têm uma caixa para o carro, uma caixa para o dinheiro, uma caixa para o trabalho, uma caixa para as crianças, uma caixa para você.

Quando um homem discute um assunto em particular, ele vai até a caixa apropriada, abre, discute apenas o conteúdo daquela caixa em particular e, em seguida, quando termina, ele a guarda, com o cuidado de não esbarrar em nenhuma das outras caixas.

Todo pensamento é processado e cuidadosamente colocado em sua caixinha específica. Isso quer dizer que quando um homem fala sobre determinado assunto ele ficará apenas neste. Ele não mudará de uma hora para a outra.

No entanto, se o cérebro masculino é dividido em várias caixinhas, o cérebro de uma mulher é como se fosse uma grande bola de arame, onde tudo está conectado a tudo. É como se fosse uma espécie de internet, com tudo sendo impulsionado pela energia que chamamos de emoção.

É uma das razões pelas quais as mulheres tendem a lembrar de tudo, porque se você pegar um evento e amarrá-lo à emoção, você poderá se lembrar dele para sempre. A mesma coisa acontece com os homens, mas não com tanta frequência, porque eles não se importam com isso.

Mas, as mulheres tendem a lembrar de tudo. Suas mentes nunca param!

Porém, como os cérebros dos homens não operam em uma hierarquia, mas, simplesmente, diferente, eles podem ser complementar ao das mulheres. Pois, os homens têm a capacidade de acalmar, suavizar, acalmar os cérebros das mulheres.

A caixinha do nada

Os homens têm uma caixa em seus cérebros que as mulheres nem sempre são cientes. Esta caixa particular, não tem “nada”. E de todas as caixas que um homem tem em seu cérebro, a caixa do nada é a sua caixa favorita.

Uma das principais características do homem, a qual é muito diferente do perfil da mulher, é que ele possui uma facilidade de desligamento do mundo.

Se um homem tiver uma chance, ele vai para a caixa de nada a todo momento. É por isso que um homem pode fazer algo aparentemente inerte por várias horas. Essa maneira de se desligar do mundo aparece em momentos que o homem fica em frente da TV, mudando de canal sem assistir nada e, claro, sem conversar.

Outra situação é quando ele parece prestar atenção, mas está focado, apenas, no seu trabalho ou em algum problema que precise resolver. Tais comportamentos são importantes ao homem, afinal, é o formato que eles utilizam para relaxar.

Para a maioria dos homens, se lhes for dada a escolha, sempre assumirá o padrão de nada. É por isso que os homens são capazes de fazer nada sem estarem entediados. O método preferido de um homem para lidar com o estresse é ir até a caixinha de nada dele!

Cada homem achará sua forma de desligamento, não necessariamente em relação à TV, podendo ser computadores, videogames, celulares, entre outros.

Esse é um dos maiores incômodos de muitas mulheres, pois, essa é uma característica que poucas possuem no universo feminino. Elas não entendem a “caixinha do nada” e isso as deixa loucas, porque nada faz uma mulher enlouquecer do que assistir a um homem fazendo nada.

Porém, passar o dia todo na frente da TV mudando de canal também pode ser sinal de alguma outra dificuldade.

A origem dos conflitos entre homens e casais

Naturalmente, existem variações individuais e o gênero nem sempre é tão rígido. As mulheres são capazes de raciocinar, usando lógica e sendo objetiva.

Os homens também são capazes de fazer conexões, relacionando uma informação aparentemente não relacionada a outra. A verdade, no entanto, é que, na maioria das vezes, eles não gostam de fazer isso.

Os homens não são multitarefas. As mulheres, por outro lado, possuem essa característica, então cabe entender que quando o homem ficar em sua “caixinha do nada” ele não conseguirá falar do seu dia. Nesses casos, as respostas serão sem sentido, vagas, afinal ele foca a sua atenção em apenas uma coisa.

Mas, claro, o lado bom é que quando ele se foca na mulher, ele só prestará atenção nela.

Uma das maiores confusões entre casais é presumir que o outro funciona da mesma forma. Pensar: “eu sou multitarefa, então ele deve ser também” ou “eu falo resumidamente, ele também deve ser”. Essas frases são de constante pensamento, mas que não são reais.

No quesito de conseguir relaxar um pouco as mulheres possuem um comportamento totalmente diferente, que consiste em falar. Elas têm a necessidade de expor os ocorridos. Elas não querem resoluções. Elas querem apenas serem ouvidas e apoiadas nas reclamações.

Há diferentes formas de relaxar, contudo homens e mulheres possuem caminhos bem divergentes, que focam o mesmo objetivo.

Entretanto, vale lembrar que, é dever do homem dar atenção a mulher, uma vez que é uma característica feminina precisar de atenção e carinho. Então, homens, façam valer o respeito e entendimento que as mulheres poderão ter desta “caixinha do nada” e preencham em suas mulheres o desejo de ser amada que elas precisam.

Essas diferenças entre homens e mulheres não é algo ruim. O lado negativo é quando a pessoa nega a sua própria natureza. Quando isso ocorre, ela está, na verdade, rejeitando, sacrificando o melhor de sua própria essência. No entanto, para o relacionamento funcionar, deve existir empatia de ambos os lados.

Entendendo a mente masculina

A mulher pode apresentar muita dificuldade ao ver o homem parado, uma vez que, para ela, isso é muito difícil. E, quando isso ocorre, a mulher tende a começar a conversar e sugerir muitas coisas para o homem fazer.

Isso acaba com todo o sentido da “caixinha do nada” do homem, que é simplesmente “não fazer nada”. Para eles, a última coisa que eles querem é que acidentalmente alguém estimule outra conversa enquanto eles estão na sua caixinha do nada (ou em qualquer outra).

Entender que esta é uma característica masculina é entender que isso não tem nada a ver com a mulher, e que o homem não está deixando de gostar dela ou qualquer outro pensamento negativo que a mulher julga ter ao ver que o homem não está dando a devida atenção a ela. Caso esse aspecto do homem não seja entendido, pode se tornar em uma fonte de insegurança para a mulher.

Para a maioria delas, pensar em nada não faz sentido. É como quando os babilônios descobriram o número “0”. Às vezes, apreender a inexistência de algo é complicado!

Por isso, se perceber que um homem está estressado, e parece que ele tem muito coisa na cabeça dele, não vá até ele e pergunte: “O que você está pensando? Porque ele vai responder honestamente: “nada!”

Isso não pode ser considerado um insulto para você. Ele não está dizendo que ele não confia em você o suficiente para falar sobre os problemas dele, que está tentando terminar com você ou que ele te odeia.

Ele está, sinceramente, pensando em nada. Você pode não entender, mas é isso que está acontecendo em sua cabeça. Quando ele precisar falar alguma coisa ou receber sua opinião, ele pedirá. Ele deixará a caixa do nada e entrará em sua “caixa de estresse” e perguntará sobre as coisas dentro dela. Mas, por enquanto, deixe-o em paz. A caixinha do nada é o seu porto seguro.

E o seu companheiro, vive dentro da “caixinha do nada”? Você precisa de apoio psicológico para entender melhor o comportamento dele? Entre em contato com um Psicólogo em SP!

Voltar ao topo