Pular para o conteúdo

7 sinais da síndrome do impostor que podem atrapalhar sua carreira

Cotidiano
7 sinais da síndrome do impostor que podem atrapalhar sua carreira

A síndrome do impostor é caracterizada por sentimentos intensos de insegurança, dúvida e inadequação, mesmo que a pessoa tenha conquistado realizações significativas em sua vida.

A condição tem sido amplamente estudada e reconhecida como uma condição comum em muitos ambientes, principalmente no trabalho. As pessoas que experimentam a síndrome sentem que não merecem o sucesso que alcançaram e que, em algum momento, alguém vai descobrir que são impostores e que não têm as habilidades ou qualificações necessárias para desempenhar o seu papel atual.

Esses sentimentos podem levar a um ciclo de autossabotagem e a um constante medo de serem expostas, o que pode afetar o crescimento profissional. Elas passam a trabalhar mais para provar a si mesmas e aos outros que são competentes, mas isso muitas vezes leva a um esgotamento e sensação de fracasso contínuo.

Embora a síndrome do impostor possa ser difícil de reconhecer, existem vários sinais comuns que podem indicar a presença dessa condição. Confira alguma delas:

1. Medo de ser descoberto

Este é o principal sinal da pessoa que sofre com a síndrome. Ela passa a acreditar que, a qualquer momento, alguém vai perceber que elas não são realmente tão competentes e talentosas quanto parecem ser.

2. Necessidade de aprovação

As pessoas com síndrome do impostor buscam a todo momento a aprovação e validação de outras pessoas para se sentirem bem consigo mesmas e para confirmar que são competentes.

3. Dificuldade em aceitar elogios

Enquanto a pessoa busca a aprovação de terceiros, ela também tem dificuldade em aceitar elogios ou reconhecimento por suas realizações. Elas podem sentir que não merecem os elogios ou acreditam que a outra pessoa está apenas sendo educada.

4. Autocrítica excessiva

Um dos principais impulsionadores da condição é a autocobrança. A pessoa frequentemente se critica de forma muito dura e não se permite comemorar seus sucessos. Em vez disso, ela coloca sua atenção exclusivamente em seus erros e imperfeições, o que pode levar a uma sensação constante de fracasso.

5. Procrastinação

Outro sintoma comum é o hábito de adiar tarefas ou projetos, simplesmente por ter medo de falhar ou por acreditar não ser bom o suficiente para concluí-los.

6. Perfeccionismo

Conectado com a procrastinação, o perfeccionismo surge quando a pessoa sente que precisa ser perfeita em tudo o que faz, tendo dificuldade para aceitar erros. Isso pode levar a um perfeccionismo prejudicial e a um alto nível de estresse e ansiedade.

7. Mania de comparação

A pessoa se compara com outras pessoas que são bem-sucedidas em sua área e se sente inadequada em comparação. Ela pode acreditar que outras pessoas são mais inteligentes, talentosas e competentes do que ela.

Na prática, existem várias estratégias para lidar com a síndrome do impostor. Uma abordagem é trabalhar na construção da autoestima e autoconfiança, reconhecendo e comemorando as conquistas pessoais e profissionais.

Além disso, é preciso buscar o apoio de outras pessoas, como amigos ou familiares que possam dar feedback positivo e incentivar a pessoa a crescer. A psicoterapia também é uma importante aliada para padrões de pensamento negativos e a desenvolver estratégias para superar a insegurança. Busque por um psicólogo cognitivo comportamental.

Tudo bem buscar ajuda!

Agende agora mesmo uma consulta e vamos conversar.

Yuri Busin