O campo da psicologia ainda é desconhecido para muitas pessoas, o que leva a muitos mal-entendidos, equívocos e estereótipos. Tudo isso faz com que muitos acreditem em vários mitos sobre psicólogos.

Geralmente, isso ocorre porque as pessoas têm pouco conhecimento ou experiência nessa importante ciência da medicina.

Na realidade, a psicologia é um estudo fascinante da mente e do comportamento e está disponível para qualquer pessoa, independente de idade, gênero ou classe social.

Por isso, neste artigo, pretendo desmistificar os seis principais mitos sobre psicólogos. Vamos lá?

1. Somente os loucos vão ao psicólogo 

Na verdade, você não precisa ter um transtorno mental para procurar um psicólogo clínico. A terapia pode ser um instrumento de autoconhecimento, permitindo compreender como determinado tipo de pensamento, comportamento ou hábito afeta a sua vida, seus relacionamentos e a sua saúde física e mental.

Da mesma forma que você vai até um clínico fazer um check-up é importante pensar em uma psicologia clínica para checar a sua saúde mental. Assim, você evita qualquer transtorno mental em potencial.

Além disso, o psicólogo poderá lhe auxiliar a ter mais clareza sobre si mesmo e na busca dos seus objetivos.

2. Psicólogo e psiquiatra são tudo a mesma coisa

Tanto o psiquiatra quanto o psicólogo são indivíduos qualificados que tem o objetivo de ajudar as pessoas com seus problemas.

No entanto, a psiquiatria é o estudo dos transtornos mentais e seu diagnóstico, gerenciamento e prevenção. Já a psicologia é o estudo de pessoas e todos os tipos de comportamentos, pensamentos, sentimentos que motivam os transtornos.

Geralmente, o psiquiatra realiza exames e prescreve remédios para tratar o paciente. Já o psicólogo irá investigar a origem de comportamentos e pensamentos negativos que podem estar causando o problema.

Em determinados casos, o psiquiatra pode encaminhar o paciente para o psicólogo e vice-versa. Também é comum que o paciente seja atendido pelos dois profissionais. Por exemplo, em casos de depressão, o psiquiatra pode prescrever remédios para suavizar os sintomas, enquanto o psicólogo ajudará o indivíduo a entender, enfrentar e superar o problema.

3. Falar com um psicólogo vai piorar o problema

Mais um mito! Segundo estudos científicos, falar durante a terapia sobre seus pensamentos e emoções faz com que eles diminuam de intensidade.

Assim, ao conversar com um psicólogo, é possível lidar com a confusão, resolver problemas, ver as coisas de uma nova perspectiva, descobrir soluções e encontrar clareza. A terapia também ajuda a se distanciar de seus pensamentos e sentimentos negativos e a se sentir menos sozinho.

4. Psicólogos podem resolver problemas em apenas uma consulta

Geralmente, um paciente chega no consultório com uma lista grande de problemas. Por isso, é humanamente impossível abordar todas as questões em uma única consulta de 50 minutos de duração.

Além disso, os psicólogos são considerados como facilitadores. Para funcionar, uma terapia precisa ser baseada no esforço colaborativo do psicólogo e também do paciente. A duração do tratamento dependerá da forma como a pessoa evolui seus pensamentos e sentimentos ao longo da terapia.

Normalmente, na primeira consulta é criada a relação de confiança, a compreensão dos problemas do paciente e a apresentação da abordagem do tratamento. Geralmente, essa consulta inicial é gratuita.

5. Apenas psicólogos casados podem fazer aconselhamento conjugal

Acreditar neste mito seria pensar o mesmo que apenas os médicos que tiveram câncer podem aconselhar ou tratar um paciente com câncer.

Os psicólogos são sempre objetivos durante a psicoterapia. Eles nunca utilizam sua experiência pessoal na profissão. Assim, o estado civil dele não importa. O conhecimento científico e as habilidades técnicas da psicologia serão utilizadas independente do perfil pessoal da maioria dos psicólogos.

6. Psicólogos recebem dinheiro para ouvir as pessoas falarem

A ideia de que eles estão apenas sentados passivamente, rabiscando em um caderno enquanto seus clientes divagam sobre suas vidas não poderia estar mais longe da verdade.

Ao longo de um tratamento, os psicólogos estão ativamente envolvidos em ouvir o paciente, por isso, fazem parte do processo, dentro da avaliação psicológica, as perguntas e ajudas para que ele possa desenvolver o conforto e encontrar a melhor solução para os seus problemas sentimentais ou comportamentais.

Dessa forma, a psicologia é usada para entender eventos, tratar problemas de saúde mental e pode melhorar a educação, o emprego e os relacionamentos.

Por isso, é importante combater os vários mitos sobre psicólogos. Toda essa desinformação pode desestimular pessoas com sérios problemas a buscar a ajuda de um profissional.

E você, já conhecia os principais mitos sobre psicólogos? Gostaria de passar por um psicólogo e checar como anda a sua saúde mental? Agende agora mesmo a sua consulta. A primeira sessão é gratuita!