Pular para o conteúdo

Os 5 grandes mitos sobre a terapia online

Muitos antes da emergência da pandemia da Covid-19, a terapia online já era uma realidade. Ela permite que qualquer pessoa com acesso à internet possa cuidar da saúde mental por meio de atendimento psicológico e no conforto de sua casa.

Uma sessão com um psicólogo pode acontecer em qualquer lugar, a qualquer hora. Isso facilita a vida do paciente, principalmente aqueles que têm um dia a dia corrido, evitando que eles tenham que se deslocar até um consultório. Isso significa menos estresse e mais economia.

Pensando nisso, escrevi este artigo para quebrar alguns mitos sobre a terapia online que podem estar impedindo você de cuidar da sua saúde mental.

Mito 1: terapia online não é tão eficaz quanto o atendimento presencial

Segundo um estudo realizado por uma equipe de psicólogos de vários países, a terapia online demonstrou ser tão eficaz quanto a terapia convencional em consultório.

Além disso, a terapia online também oferece várias vantagens em relação à terapia presencial, como a capacidade de agendar em horários mais convenientes ou poder ver seu terapeuta no conforto da sua própria casa ou qualquer outro ambiente escolhido.

Vale lembrar que a terapia online é autorizada no Brasil pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Mito 2: A terapia online não é confidencial

Atualmente, existem várias opções de aplicativos que permitem realizar uma chamada de vídeo e que dão suporte ao atendimento online. A maioria desses aplicativos contam com recursos de segurança, incluindo a criptografia ponta a ponta, garantindo que apenas você e seu psicólogo tenham acesso à conversa.

Durante o atendimento psicológico, você não vai precisar digitar nenhuma informação pessoal, fazer login em sistemas ou utilizar algum aplicativo desconhecido.

As sessões de terapia também nunca são gravadas e o psicólogo online conduz as sessões online de um local privado e seguro.

Já da parte do paciente, é importante que ele também esteja em um sala ou local que tenha privacidade, evitando estar em um espaço público.

Mito 3: A terapia online é mais cara

A sessão de terapia online custa exatamente o mesmo que a terapia presencial. Ou seja, o valor das sessões de terapia online é a mesmo da presencial.

A vantagem da terapia é que você irá economizar tempo e dinheiro (com gasolina ou Uber), por não ter que se deslocar até um consultório do psicólogo.

Mito 4: Não vou conseguir me abrir durante a terapia online

Alguns pacientes se sentem mais confortáveis para conversar com o psicólogo clínico durante sessões presenciais. Já outros têm mais segurança para se abrir na terapia virtual por chamadas de vídeo, por estarem em casa (ou qualquer outro ambiente mais protegido).

Ressalto que muitos pacientes também adotam um estilo de terapia mista, com alguns dias indo presencialmente ao consultório e em outros utilizando a sessão online.

Independentemente do formato online ou presencial, recomendo que você experimente os dois formatos e escolha aquele que você se sentir mais confortável e que promova o seu desenvolvimento pessoal, qualidade de vida e saúde mental.

Mito 5 - Não tenho um dispositivo sofisticado para fazer uma videochamada

A maioria dos notebooks, tablets e celulares fabricados nos últimos 10 anos tem plena capacidade para realizar uma videochamada.

É claro, você vai precisar de uma conexão rápida. Porém, se a internet que você possui permite assistir a Netflix, por exemplo, você conseguirá participar de uma terapia online sem nenhum problema.

Embora não seja obrigatório, um fone de ouvido pode te ajudar durante o atendimento online, permitindo escutar com mais clareza e atenção às orientações prestadas durante as consultas virtuais.

Dessa forma, se você tiver interesse em fazer uma terapia online, entre em contato comigo para agendar sua consulta online inicial.

Voltar ao topo