Pular para o conteúdo

5 formas práticas de promover o autocuidado

O autocuidado é definido como um conjunto de estratégias que promovem o funcionamento saudável do organismo e melhoram o bem-estar de uma pessoa.

Essas estratégias se materializam em atos conscientes que promovem a saúde física, mental e emocional. O indivíduo escolhe deliberadamente cuidar mais de si mesmo e isso resulta em menos estresse, maior resiliência e mais felicidade.

Quem pratica diariamente o autocuidado tem mais energia, constrói relacionamentos interpessoais mais fortes e afasta os riscos de desenvolver a ansiedade ou depressão.

Há muitas formas de autocuidado, indo muito além das fundamentais: dormir bem, se alimentar de forma saudável e praticar exercícios físicos.

Aqui estão exemplos de práticas que promovem o seu autocuidado.

1. Reserve um tempo para descansar

Hoje, vivemos a epidemia da hiperprodutividade. Todos nós estamos imersos em uma cultura global que supervaloriza a ocupação e muitas vezes vê o descanso como um ato improdutivo ou preguiçoso.

No entanto, diante do crescimento dos casos de Burnout, está ficando mais claro que as pessoas precisam intencionalmente e urgentemente reservar um tempo para descansar.

O descanso repõe as nossas energias, permitindo pensar com mais clareza, flexibilidade e criatividade.

Abaixo você confere alguns exemplos de descanso intencional para incluir nas suas práticas de autocuidado.

  • Dormir pelo menos 7 horas por noite
  • Ler na cama
  • Tomar um banho quente relaxante
  • Brincar mais tempo com um animal de estimação
  • Ouvir música que gosta
  • Fazer ioga
  • Marcar uma massagem

2. Experimente a meditação

Pesquisas apontam que a meditação oferece não apenas uma mente mais calma, mas também ajuda a reduzir a ansiedade e depressão.

Tudo que você precisa é de alguns minutos por dia, como 5, 10 ou 20 minutos.

A ideia é se sentar numa posição confortável e com a coluna ereta. A partir daí, você começa a respirar de forma profunda e tranquila, mantendo a atenção ao ar entrando e saindo do seu nariz.

Nesse momento de meditação tente limpar a sua mente, principalmente dos problemas e preocupações do dia a dia. Para ajudar, imagine um lugar tranquilo - como uma floresta -, repita mentalmente algum mantra ou procure vídeos ou aplicativos de meditação guiada.

No começo pode ser um pouco difícil controlar os seus pensamentos, mas com a prática essa se tornará uma excelente ferramenta de autocuidado.

3. Use o celular ao seu favor

Por mais que os smartphones sejam apontados como vilões da saúde mental, eles também podem ser boas ferramentas de autocuidado.

Com o celular, você pode programar lembretes diários para fazer algo que ama ou que está na hora de fazer uma atividade de autocuidado. Por isso, faça um cronograma que caiba na sua agenda para fazer pausas no seu dia e faça o seu melhor para cumpri-lo.

Você também pode criar uma pasta no telefone com suas fotos favoritas. A ideia é ver essas imagens quando precisar de algum tipo de estímulo. Mesmo algumas fotos de memórias preciosas podem trazer um impulso quando você mais precisa.

Finalmente, faça uma limpeza na sua vida digital. Exclua aplicativos que você não usa, cancele a assinatura em newsletter que você não lê, desligue as notificações que não são importantes e deixe de seguir pessoas nas redes sociais que não lhe trazem alegria.

Essas práticas ajudarão você a ter mais foco no que é importante e essencial na sua vida.

4. Seja grato

Ser grato é muito fácil, mas é algo que muitas vezes as pessoas se esquecem de fazer no dia a dia. A consequência disso é que acabamos focando apenas nas coisas que não vão bem.

Por outro lado, expressar gratidão é a maneira mais simples de se sentir melhor instantemente, listando todas as coisas maravilhosas que já aconteceram na sua vida.

Você pode expressar essa gratidão publicamente para alguém que ama, como também de forma privada, por meio de um diário.

Tente pensar diariamente em pelo menos três coisas pelo qual você é grato.

5. Se preocupe menos com o que os outros pensam

O estoicismo ensina que devemos concentrar em nossa mente apenas em coisas que podemos de fato controlar. Quando aplicamos isso no dia a dia, vemos que boa parte de nossas preocupações vem de coisas que não temos nenhum controle.

Isso também vale para o que as pessoas pensam de nós. Não importa o que você faça, não é possível controlar o que outros pensarão de você.

Muitos de nós vivemos nossas vidas sentindo que existe um juiz e um júri em algum lugar que analisa tudo o que fazemos. Vivemos nossas vidas de acordo com alguns ‘deveres’ e nos amarramos a ‘crenças’ que acreditamos que serão bem vistos pelos outros. Entretanto, isso acaba minando nossos gostos, valores e até aparência.

Pense como seria viver a sua vida sob suas próprias condições de valor, sem se preocupar com as opiniões de outras pessoas. Experimente por um dia e veja como se sente.

Para mais dicas de autocuidado, siga o meu perfil no Instagram! @dryuribusin

Voltar ao topo